Clientes Twitter para Linux

Olá crianças, semana passada o chefe Maudy(@ubuntudicas), juntamente com os leitores do blog @jahminho e @R4bujento pediram uma postagem sobre clientes de twitter para linux, porém meu tempo está escasso demais! Sendo assim, fiz um catado pela rede, peguei as melhores postagens que encontrei, compilei tudo adicionando minhas opiniões e clientes que conheço/prefiro. Sendo assim segue o material Continue lendo “Clientes Twitter para Linux”

Habilitando repositórios do JDownloader no Ubuntu

http://www.pngicon.com/wp-content/uploads/jdownloader.jpg

Titão mais uma vez compartilhando informações, e esta para muitos será de grande valor!

Essa noite ao lembrar que eu ainda não tinha o JDownloader instalado no meu Ubuntu, fui até o site para baixar e instalar todo feliz, ai pensei: "Será que ainda não tem repositório para o JDownloader?"

Lá fui eu bisbilhotar no site do desenvolvedor para matar minha curiosidade, e lá estavam eles! Os repositórios, apenas me esperando para instala-los!
Continue lendo “Habilitando repositórios do JDownloader no Ubuntu”

Treinamento para novos instrutores oficiais Ubuntu

Yo Mina! Titão trazendo notícias enquanto upa os modulos para o tutorial sobre resulução 1280 x 800 com uma sis 671…

Banner do treinamento para instrutores ubuntu

A Canonical, empresa que patrocina o projeto Ubuntu, lança no Brasil seu programa de formação e contratação de instrutores oficiais Ubuntu, através do seu parceiro master de treinamentos Fuctura Tecnologia.

Como se tornar um instrutor?

O Programa de formação de instrutores oficiais Ubuntu tem como objetivo o treinamento, a formação e a contratação de instrutores em todo território nacional, visando a demanda de profissionais certificados para cursos oficiais Ubuntu. Para participar do programa o candidato deve fazer sua inscrição e completar as seguintes etapas:

* Realizar o treinamento UCP (Ubuntu Certified Professional): curso de 30h ministrado por instrutor já credenciado, com material oficial Ubuntu, e 10h de acompanhamento até o dia da prova.
* Passar na prova UCP, UBUNTU-199, que poderá ser feita eletronicamente via Vue ou Prometric, num centro credenciado da sua cidade.
* Os aprovados na certificação irão fazer sua inscrição do sistema UCI e fazer o curso de avaliação, on-line, junto a Canonical. Após a avaliação todas as novidades das novas versões, assim como os cursos preparatórios para os instrutores serão sem custo para o candidato (pagos pela Fuctura).

O programa será promovido em todo território nacional, abrindo turmas nas principais capitais e cidades brasileiras. Você pode antecipar a programação na sua cidade fazendo sua reserva. Vamos entrar em contato com todos os candidatos.

Saiba mais clicando aqui!

Ubuntu Linux é a chave do sucesso de Avatar

O Ubuntu foi o sistema operacional de todo este desenvolvimento, e foi instalado em todos os nódulos de renderização e 90% dos PCs de mesa da Weta Digital.

Weta Digital, companhia responsável pelos efeitos especiais do filme “Avatar”, revelou alguns detalhes sobre os centros de dados que foram usados pela produção, que usou o Ubuntu como sistema operacional. Isso muito se deve ao fato de um sistema operacional GNU/Linux ser um sistema de alto rendimento quando dedicado a uma tarefa específica.

Segundo Paul Gunn, responsável pelos efeitos visuais do filme Avatar, a infraestrutura do centro de dados que tinha para implementar a Weta Digital para esta produção foi impressionante. Com uma matriz de armazenamento de até 2 Petabytes, uma conectividade de rede de 10 Gbps, teve mais de 4.000 computadores HP Blade, com cerca de 35.000 núcleos de processamento dentro do centro de dados e 104 tBytes de RAM no total, que ainda levou 48 horas para processar algumas seqüências de gráficos do filme.

Ubuntu

De acordo com Paul Gunn, o Ubuntu foi o sistema operacional de todo este desenvolvimento, e foi instalado em todos os nódulos de renderização e 90% dos PCs de mesa da Weta Digital. E isto permitiu gerar um filme em que cada minuto ocupa nada menos que 17,28 Gbytes de dados, e curiosamente, para refrigerar toda essa produção, estabeleceu-se a temperatura a 25 ° C, um número maior do que a maioria dos centros de dados mas que permitiu uma poupança de energia significativa.

Dica de Helbert Rocha e fonte