Produzindo Animações com Softwares Livres

Produzindo Animações com Softwares Livres” é o primeiro livro que trata de produção de animações com softwares livres. Escrito por Ricardo Graça; tem por objetivo apresentar as soluções em softwares livres para a criação de uma animação.


O livro aborda conceitos técnicos como, composição de imagem, iluminação de cenas e operação dos seguintes softwares livres: Libre Office, Celtx, Inkscape, Gimp, Synfig, Tupi, Audacity, Kdenlive, Blender.

O livro apresenta cada software e mostra como utilizá-lo no processo de produção de uma animação, abordando as técnicas de animação 2D e 3D. 112 páginas. ISBN 978-85-66084-00-9

Este livro é o primeiro de uma série de livros voltados para o mundo da animação. Os livros são disponibilizados no esquema “Pague o quanto puder”; porém, para a versão impressa, o mínimo de doações é de R$ 12,00 para custear a impressão gráfica+taxa de SEDEX. Peso: 150g | Dimensões: 14x21cm

O livro está sendo disponibilizado em : http://livraria.ricolandia.com

Facebook para Ubuntu

O Facebook é a rede social que chegou a incrível marca de 955 milhões de usuários no mundo. A cada 4 páginas abertas na internet brasileira, 1 esta no Facebook.

O programa Desktop Facebook mostra o site do Facebook oferecendo características como botões LIKE, grupos, jogos, notificações e muito mais. Há versões para 2 tipos de devices móveis. E você pode procurar por grupos na barra de pesquisa.

Instalando

Modo 1 – arquivo .DEB
Baixe a versão mais atual, clique duas vezes no .DEB e instale via Central de Programas do Ubuntu.
http://ppa.launchpad.net/folke-schwinning/personal/ubuntu/pool/main/f/facebook/

Modo 2 – via PPA do desenvolvedor
Abra o terminal (ctrl + alt + T) e digite:

sudo add-apt-repository ppa:folke-schwinning/personal
sudo apt-get update
sudo apt-get install facebook

Veja o funcionamento do programa:

fonte

UPDATE
Este é o site do criador do programa. Seria muito mais proveitoso reportarmos os bugs para que ele resolva e ai ser liberado uma versão nova do mesmo. Fiz a instalação aqui e realmente o programa não apareceu, e pior, nem mensagem de erro vi. Desculpem pela frustração, turma.

Criando um app pro Ubuntu em 5 minutos

Foi-me perguntado no twitter (@ubuntudicas) em como criar um programa pro Ubuntu. Em minutos eu descobri e posto para vocês o vídeo abaixo:

É recomendado o uso do PyGTK (um framework gráfico).

Reparem que o exemplo é muito simples, pois o que ele mostra é a facilidade de desenvolvimento e criação do pacote .DEB de seu projeto e ainda como disponibilizar ao mundo. Tudo o que você precisa saber para começar a programar applicativos pro Linux/Ubuntu estão neste site oficial da Canonical.

Simples demais. Pena que eu não seja desenvolvedor. Curtiram? Então comentem! Até mais!

Déjà Dup

Salve, salve ubuntu users, eu sou Guilherme Macedo e vou mostrar a para você um aplicativo que pode “salvar sua vida”, o Déjà Dup.

11 de 10 especialistas dizem que é extremamente importe fazer backups de seus arquivos de forma periódica. É por está razão e muitas outras que lhes apresento o Déjà Dup.

Este é um aplicativo simples, porém, muito eficiente. Eu já tinha ouvido falar de outros aplicativos para está finalidade, mas este caiu como uma luva. Sua interface simples, porem, eficiente conta com apenas dois botões, um para restaurar e o outro para o cujo backup. Além disso, é possível agendar backups diários, semanais, quinzenais ou mensais, assim você não precisa ficar preocupado.

Você também pode escolher as pastas que deseja excluir ou incluir e de bônus você também pode criptografar seus arquivos.

Há opções de transferir seus arquivos por protocolo FTP e SSH. Você também pode fazer um compartilhamento de pastas com o Windows chamado Windows Share. Se você for cliente do Amazon S3, este também pode ser utilizado.

Concluindo, este aplicativo é tão completo, que virá por padrão no Ubuntu 11.10 (Oneiric Ocelot). Ele está disponivel na Central de Programas do Ubuntu.

Agora você não tem mais desculpas para não fazer backup, né? ;)

Dica enviada por @themysteryweb

Pirataria: um só crime em vários formatos

por Gilberto Sudré

Quem está envolvido na área de tecnologia ou usa um computador provavelmente já deve ter ouvido o termo “pirataria”. Seu significado mais comum é a ação de copiar e/ou distribuir ilegalmente software ou conteúdo (como música, texto ou fotos) protegido por direitos autorais.

Falando especificamente em relação ao software, o que pouca gente sabe é que há diferentes modalidades de pirataria. Conhecer as várias formas deste furto de propriedade intelectual pode proteger você e sua empresa de estarem envolvidos com tal prática, mesmo que de forma não intencional.

Só para lembrar, este crime é passível de punição com multa de até 2000 vezes o valor da cópia pirata encontrada na empresa e seus representantes legais são responsabilizados criminalmente pelo ato.

A forma mais comum de pirataria acontece quando o usuário copia o software sem ter a licença para seu uso. Isto pode acontecer no ambiente pessoal ou em empresas que não controlam corretamente o número de licenças adquiridas e instaladas em seus computadores.

Outra situação que devemos ficar atentos é quando adquirimos um computador que já vem com o sistema operacional e aplicativos instalados. Neste caso o usuário deve conferir a nota fiscal para verificar se ela relaciona todos os aplicativos fornecidos. Esta é a garantia de que os programas são legais.

Se você faz download de programas através da Internet também deve verificar se o proprietário do aplicativo autorizou sua distribuição. Nesta situação a recomendação é evitar sites de downloads “genéricos” e sempre baixar os programas a partir da página oficial do fornecedor.

Quem acha não corre riscos quando adquire os aplicativos em lojas pode ter surpresas. Existem muitos vendedores que oferecem programas falsos mas em embalagens muito parecidas com as originais. Estes pacotes de software normalmente incluem cartões de registro falsificados ou com números de série não autorizados. Para ficar livre deste problema só adquira programas em estabelecimentos conhecidos e exija a nota fiscal.

Fique atento ao preço do software. Se estiver barato demais há grande chance deste produto ser pirata.

Se você não quer pagar o preço do aplicativo proprietário lembre-se de que sempre existe a opção do software livre, uma alternativa gratuita e equivalente. Muitas pessoas já migraram para este tipo de programa e estão muito satisfeitas.