O Ubuntu perfeito

Depois de uma instalação limpa do Ubuntu 12.04, fica a pergunta: o que instalar? A resposta esta neste super tutorial do site How to Forge.

Seguindo os passos, com telas explicativas, que vão desde a instalação do sistema até os codecs necessários e muito mais; seu sistema estará completo. Confira a lista abaixo do que você irá instalar:

Gráficos:

  • The GIMP
  • Shotwell Photo Manager

Internet:

  • Firefox
  • Opera
  • Chromium
  • Flash Player
  • FileZilla
  • Thunderbird
  • Evolution
  • aMule
  • Transmission BitTorrent Client
  • Vuze
  • Empathy IM Client
  • Skype
  • Google Earth
  • Xchat IRC
  • Gwibber Social Client

Office:

  • LibreOffice Writer
  • LibreOffice Calc
  • Adobe Reader
  • GnuCash
  • Scribus

Som & Vídeo:

  • Amarok
  • Audacity
  • Banshee
  • MPlayer
  • Rhythmbox Music Player
  • gtkPod
  • XMMS
  • dvd::rip
  • Kino
  • Sound Juicer CD Extractor
  • VLC Media Player
  • RealPlayer
  • Totem
  • Xine
  • Brasero
  • K3B
  • Multimedia-Codecs

Programação:

  • KompoZer
  • Bluefish
  • Eclipse

Outros:

  • VirtualBox
  • TrueType fonts
  • Java
  • Read/Write support for NTFS partitions
  • Synaptic Package Manager
  • gdebi Package Installer

Este é o melhor passo-a-passo que eu já vi. Recomendo.

9 motivos para ter o Ubuntu no bolso

Olá querido leitor e leitora!

Vou listar aqui os “9 Motivos para ter um live pendrive do Ubuntu no seu bolso“. Neste mundo de tecnologia, sem ele, você estaria em apuros.

  1. Conhecer seu hardware – as vezes, você nem sabe a configuração do PC né?
  2. Reparar o menu GRUB  – isso acontece né?
  3. consertar o Windows – isso acontece muito mais vezes, né?
  4. Passar antivirus no Windows – auto-explicativo!
  5. Recuperar dados – normal.
  6. Redimensionar partições – sempre é bom ter o Gparted em mãos.
  7. Adicionar partições  – idem ao anterior.
  8. Rodar o MEM teste
  9. Navegar na web sem deixar rastros!!! – primordial em momentos de insegurança.

Você pode conhecer outros inúmeros motivos para usar o live pendrive do Ubuntu por perto, mas o que vale mesmo e estar seguro para qualquer incidente.

Curtiu? Comente!

O que avaliar antes de instalar o Ubuntu

Olá, pessoal! Depois de um breve tempo fora (só uma semana!), estamos de volta com um novo post.
Tenho recebido vários questionamentos a respeito de como migrar de Windows para Linux de uma forma amigável e sem sustos.

Amigos, parentes e até pequenos/médios empresários que conheço estão se interessando na plataforma, pois o avanço e as vantagens do software livre estão cada vez mais se tornando evidentes. Em cima disso, pretendo falar sobre o que verificar, avaliar, pesar antes de realizar a mudança. Serão 3 posts incluindo este, sobre o qual realizarei uma abordagem sobre a melhor maneira de migrar sem se incomodar.

Vamos ver então algumas perguntinhas básicas antes da mudança:

  1. Porque mudar? – Se você realmente não tem um bom motivo para mudar, então não mude. Apenas terá dor de cabeça pois essa migração não será algo bem planejado, e o posterior uso do Ubuntu não será satisfatório. Afinal, você não quer ficar se perguntando aonde estão as suas fotos do verão de 2005 ou pior, a famosa planilha de débito e crédito!
  2. OK. Cansei de pagar licença por softwares que deveriam ser de graça/baixo custo. Vou para o Linux. Mas qual distribuição (como é que é?) devo usar?– Certo. Grande passo. Reconhecer que precisa mudar é 50% do caminho percorrido. Uma das grandes dúvidas a respeito do mundo Linux, é qual distribuição usar (na verdade, quem já conhece um pouco de informática usa a palavra distribuição (ou distro), porém a grande maioria das pessoas nem imagina que isso existe – entretanto ficam confusas com a sopa de nomes que aparecem), já que existem muitas.Apenas para citar temos: Fedora, Red Hat, Debian, Ubuntu (eba!!!), Linux Mint, entre outras. O importante é pesquisar qual é a finalidade de cada uma delas tendo em vista que qualquer empresa pode usar o Kernel (opa, tá me chamando de quê? Calma! Digamos que o Kernel é o coração de qualquer sistema operacional) do Linux e criar uma distro própria.
  3. Então, se tem muitas distros isso pode ser muito confuso….Os programas de uma distro, podem ser usados em outra? E como ficam os meus arquivos? – Não se preocupe, quase 100% dos programas de uma distro funcionam em outra. Seus arquivos? Eles vão estar lá sim, e inclusive organizados para você não se perder.
  4. Pois bem, qual você me recomenda usar? – É aí que entra o bom senso. Eu recomendo o Ubuntu. Acredito que é um dos mais amigáveis para usar, instalar, aliando a segurança, simplicidade e diversão. Há mais ou menos 2 anos atrás eu estava migrando o pc da minha esposa para Ubuntu, pois vi que ela poderia aprender a utilizar sem muitos traumas e até hoje estamos com ele na máquina (e vamos continuar, sabichão!).
  5. Certo, vamos instalar o Ubuntu. E os meus arquivos pessoais? Os programas que eu uso, tem os mesmos ou similares no Ubuntu? Como se usa isso? – Agora é que tudo começa. Não interessa o sistema operacional (SO) que será instalado. É o usuário o responsável em fazer backups de seus arquivos mais importantes. Pelo menos até agora, o Ubuntu não faz backup enquanto se instala no seu HD; mas pode ser usado pra isso (como?). Com o recurso chamado Live CD, você roda o Ubuntu direto do CD ou pendrive, e pode usá-lo para salvar seus arquivos em qualquer mídia de armazenamento removível que você dispor.
    Aplicativos de backup, gravação de cds, entre outros, estão disponíveis para o uso neste esquema. Detalhe. Se você desligar a máquina perceberá que nada foi alterado. Incrível, não?
  6. Agora vou responder a sua outra pergunta. Dessa vez serei direto.Você pode usar a Central de Programas do Ubuntu, para pesquisar por software que deseja instalar, pode ir no site do fabricante ou ver a minha pequena lista abaixo:
    – MSN → Pidgin, Empathy, Emesene;
    – Microsoft Office → LibreOffice;
    – Windows Media Player → Rhythmbox, Banshee, Reprodutor de Filmes;
    – Usar a webcam → Camorama, Cheese;
    – Skype → Skype (bah, acharam que era um nome estranho???);
    – Adobe Reader → Visualizador de Documentos;
    – Outlook → Thunderbird;
    – Internet Explorer → Firefox, Chrome, Opera;
    – Nero → Brasero, k3b;
    Alguns dos citados acima já vem instalados no Ubuntu prontos para o uso.
  7. OK. Quer dizer que para qualquer programa do Windows tem uma versão para linux? Certo? – Bem, mais ou menos. Temos que falar a verdade aqui. Os recursos de vídeo/aúdio do MSN por enquanto ainda não estão disponíveis (pelo menos não achei ainda um programa que faça isso bem feito). O photoshop não tem para o Linux (use o Gimp!). Certos programas específicos como por exemplo os feitos pela própria Microsoft, certos jogos de computador(isso não quer dizer que o Ubuntu não tem jogos! clique aqui e aproveite!) e outras aplicações corporativas não tem versões para linux. Caso você realmente precise usar uma aplicação Windows, considere usar o Wine ou virtualizar usando o Oracle VirtualBox (falaremos nele em breve, fique ligado!);
  8. Então, qual é a vantagem? – Primeiro custo/benefício. Você não precisa pagar licenças de software para usar Ubuntu e também pela esmagadora maioria dos programas que podem ser usados nele. Só o Windows 7 Home Premuim custa em torno de R$300,00 fora o Microsoft Office que na versão básica custa R$199,00.
    Peraí, pára tudo! Se eu comprar o Windows não vou ter o Office? É isso mesmo. O Office é vendido separado (isso não acontece com o Ubuntu). O que muitos fabricantes de pcs fazem é deixar uma versão de avaliação para você usar e depois comprar a versão final do produto.
    Quando o doce tá bom tiram da boca?!!!? Isso sem falar na avalanche de pirataria, bugs, vírus, e dores de cabeça para usar os programas pagos tentando burlar a licença. Para quem usa o PC de forma corporativa, isso é uma baita dor de cabeça.
  9. Hum…você falou em vírus…..segurança….. – Pois é falei. Posso dizer (por favor, quem não concorda não bata em mim..poste sua posição na seção de comentários) que anti-virus não é essencialmente tão necessário como é para Windows. Devido a estrutura do sistema, qualquer alteração no mesmo requer que o super usuário (uau!) coloque sua senha.

    Em outras palavras, os vírus de pendrives dos seus amigos nunca mais lhe atingirão! Aliás, preste um favor a sociedade digital, se alguém lhe der um pendrive; use o Ubuntu para deletar os arquivos que por incrível que pareça não são vistos no Windows.

  10. Quem mexeu no meu queijo??? – Não se preocupe. No Ubuntu cada usuário só pode acessar a sua própria conta e se o fulano não tem permissão, pode chorar, chamar a mãe, ligar pra policia…o Ubuntu não vai liberar o acesso. (Ufa! Agora você pode criar uma conta para o seu irmão e ele não vai ver as suas fotos do final de semana sem você saber!)

OK. Vamos parar por aí. O post já está um pouco grande e a leitura pode ficar chata.

Ahh! Não posso me esquecer de dizer que o Ubuntu já vem “pronto para o uso”. Essa na minha opinião foi uma grande sacada. Sem perda tempo para instalar programas… facilita muito o uso do sistema.

Bom, no próximo post vou mostrar 2 (duas) formas de avaliar o Ubuntu na sua máquina sem correr riscos.

Abraços! Deixe a sua opinião, sugestão, crítica, elogio (quem sabe?) na seção de comentários.

Deixando o Ubuntu Perfeito 2.0

por @haryon

A maior dificuldade para quem está migrando de plataforma é, obviamente, a adaptação ao novo tudo. Nova interface, novos aplicativos, novos locais e, também, abandonar as velhas manias do sistema anterior.

Portanto, este Post é feito para você que está precisando sintonizar seu Ubuntu às suas características de uso. Ou para você que buscava um Post bom para indicar para aquele “amigo perdido” recém-chegado ao mundo Ubuntu.

Instalação

Aqui no Ubuntu Dicas já postamos sobre como fazer uma instalação “bacana”. Portanto vamos nos atentar aqui, apenas com a pós-instalação.

Depois de Instalado.

Tudo vai depender do “Pra quê você utiliza seu PC?”. Mas podemos definir uma preparação inicial padrão.
Quase todos aplicativos citados neste post você encontra na Central de Programas Ubuntu e pesquisando pelo nome que se encontra entre aspas, você certamente encontrará o aplicativo referente. Para alguns aplicativos, será preciso acessar o site do desenvolvedor para fazer o download. Let’s Go!

Preparação Padrão

Na Central de Programas Ubuntu procure por “Ubuntu Restricted Extras” e instale-o. Este pacotaço contém vários plugins e codecs úteis!
Como opção para compactadores de arquivos, pesquise e instale o “7Zip” e o complemento “p7zip-rar”.
Existe ainda o “Peazip” que oferece uma saudosa interface gráfica. Eu sempre instalo ambas as opções.

Ferramentas Úteis

Caso queira instalar um Particionador, a Central de Programas disponibiliza o “Editor de Partições GParted“.
E como opção de Diagnóstico de Hardware, o que mais me agrada é o “Sysinfo” que você também encontra na Central.
Para eventualmente limpar o sistema, instale o “BleachBit” que é bastante prático.
Caso esteja utilizando mais de um Sistema Operacional, instale o “StartUp-Manager” que possibilita alterar algumas configurações do Grub.

Segurança

Talvez você já tenha lido alguns posts informando que não é necessário antivírus no Linux. E eles estão certos. Você não precisa mesmo. Mas em algumas situações específicas (que não é o nosso foco detalhá-las), é interessante tê-lo. E para estas situações você pode dispor do Clamav. Procure por “Verificador de vírus” e a Central instalará o Clamav já com a interface gráfica.
O Ubuntu vem com um poderoso firewall nativo. Mas se você, assim como eu,  insiste em configurá-lo, pode instalar o “Configuração do Firewall” (que é, na verdade, o Gufw) ou instale o “Firestarter”. Ambos de fácil configuração. Escolha um dos dois e já é bem mais do que o suficiente.

Navegadores

Você pode utilizar o Firefox que é o navegador que acompanha o Ubuntu, ou pode instalar os seguintes navegadores sugeridos abaixo.
Navegador de Internet Chromium” que pode ser instalado pela Central de Programas Ubuntu e é RESUMIDAMENTE a mesma coisa que o Google Chrome (mas com um ícone mais bonito hehehe).
O Opera, que pode ser baixado diretamente pelo site do desenvolvedor por meio deste link: http://www.opera.com/browser/download E, após fazer o download, de um duplo clique sobre o arquivo .deb baixado e a Central de Programas irá instalá-lo.

Comunicadores

O Ubuntu vem com o Empathy. Mas recomendo o “Emesene” também encontrado na Central. DICA: Após instalá-lo, acesse Opções > Preferências > Extensões. Em Categorias selecione “tray icon” e em Selecionado escolha “Indicator”. Clique em Redesenhar Tela Principal e agora um indicador será mostrado na barra superior.
O “Skype”, o comunicador, agora pertencente ao inimigo, pode ser instalado na Central de Programas. Atente-se à instalação pois a Central informa que antes de instalá-lo deve-se instalar uma fonte sugerida por ela. Siga o que a Central pede e tudo ficará bem.

Downloads

Para torrents, eu prefiro o Transmission que é o aplicativo padrão. Mas muitos usuários utilizam o “Cliente BitTorrent Deluge”. Experimente e faça sua escolha.
Em matéria de Compartilhadores P2P (baixar músicas etc.) fique com o Frostwire que evoluiu bastante e pode ser baixado aqui: http://www.frostwire.com
Se quiser baixar vídeos do YouTube. Uma excelente opção é o Downverter que também pode converter em alguns formatos. Acesse o site do desenvolvedor para efetuar o download. ATENTE-SE para a versão correspondente (32bits ou 64bits). http://www.downverter.com.

Reprodutor de Mídias

Recomendo o “VLC” para vídeos. Ele lê uma grande quantidade de formatos.

Conversor de formatos

O “Arista Transcoder” é muito bom. Ainda não temos um aplicativo definitivo nesse sentido, mas o Arista deve suprir suas necessidades.

Criação de Discos Virtuais

Para emular um disco virtual, tal como Daemon Tools em outro sistema, o “AcetoneISO” é o nome da vez. Também disponível para instalação a partir da Central de Programas Ubuntu.

Aplicativos de Edição

Para trabalhos de edição de áudio, vídeo, imagens e objetos 3D,  vamos listar abaixo os aplicativos. Todos disponíveis na Central de Programas:
“GIMP”: Edição de Imagens;
“Inkscape”: Edição de Imagens Vetoriais;
“Openshot”: Edição de Vídeos;
“Audacity”: Edição de Áudio;
“Blender”: Edição de Objetos 3D.

Pra finalizar

Encerre personalizando a barra lateral do Unity e a fonte padrão do sistema. Geralmente eu diminuo o tamanho dos ícones e também o tamanho da fonte padrão, mas vai de cada um.
Para saber como fazer acesse estes dois Posts abaixo:
Alterando Fonte Padrão: /2011/09/como-mudar-a-fonte-padrao-no-11-10.
Diminuindo Tamanhos dos Ícones na barra lateral (este post também ensina outras personalizações): http://ufpa.br/dicas/linux/li-u-uti.htm#lan-icon

Faltou alguma coisa??
Se você acha que faltou alguma coisa, poste nos comentários! Suas dicas também são muito importantes pra quem vai ler!

Deixando o Ubuntu perfeito

Tudo o que você deve fazer depois de instalar o Ubuntu

Se tem uma coisa que temos de diferente é a vontade de ajudar aos outros e digo isso porque este post é um trabalho da @aimeesc, que teve a bondade de traduzir o texto e eu tive a liberdade de meter o bedelho em algumas partes. Thanks!

A maioria das aplicações listadas nesse post podem ser instaladas na central do Ubuntu Tweak ou na Central de Programas do Ubuntu. Instalando nossas dicas abaixo, você terá o sistema perfeito para uso do dia-a-dia. Boa sorte!

AVISO: Você pode adicionar os PPAs via Central de Programas, sem usar o terminal. Olhe aqui como fazê-lo.


1- Não gostou do Unity? Mude para o Ubuntu com gnome clássico

Você instalou o Natty mas sente falta do antigo estilo? É fácil, mude para o Gnome2 clássico um apenas um clique. Para fazer isso, siga as instruções desse post. Se você gostou do Unity mas tem um computador antigo que não suporta 3D, também é fácil, tente o Unity com o suporte 2D. Para a instalação, abra o terminal e digite os comandos:

sudo apt-get update
sudo apt-get install unity-2d

2 – Instale as atualizações

Só porque você instalou a última versão do sistema operacional não signfica que você tem todas as atualizações para os softwares. Abra o terminal (ctrl + alt + T) e execute o seguinte comando para obter as atualizações:

sudo apt-get update && sudo apt-get upgrade

3 – Ubuntu Tweak

Ubuntu Tweak é uma aplicação necessária para o Ubuntu e o Linux Mint, é um programa que facilita a configuração do Ubuntu para todos. Ela oferece muitas opções úteis para o desktop e para o sistema que o ambiente padrão do desktop não fornece.
Usando o Ubuntu Tweak você pode instalar todas as aplicações necessárias com um simples clique, mudar os botões da janela da esquerda para a direita, etc.

Instale o Ubuntu Tweak no Ubuntu via repositório. Abra o terminal e execute os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:tualatrix/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install ubuntu-tweak

4 – Adicione os repositórios Medibuntu e ative o repositório parceiro da Canonical

Medibuntu é um projeto de empacotamento dedicado à distribuição de softwares que não podem ser incluidos no Ubuntu por diversas razões, relacionadas a variações geograficas na legislação em relação à propriedade intelectual , segurança e outras questões. Adicionando os repositórios do Medibuntu, você poderá instalar muitos programas, como Google Earth, Opera, Win32codecs, Msfonts e outros pelo comando:

sudo apt-get install nomedoprograma

Clique aqui e siga os passos para adicionar os repositórios do medibuntu no Ubuntu.

5 – Compartilhando pastas no Natty Narwhal

Para conseguir compartilhar pastas no Natty Narwhal com outro computador com Linux ou Windows na sua rede, você precisará instalar e configurar o samba. O samba pode ser instalado na Central de programas ou pelo terminal com o comando:

sudo apt-get install samba

6 – Instale utilitários de Mídia

A menos que você consiga usar o mplayer perfeitamente, eu recomendo que você instale o vlc media player. O VLC é o mais famoso player para Linux. Ele toca quase tudo e tem muitas características que você não encontra em nenhum outro player. Você pode instalar o VLC da Central do Programas ou pelo terminal usando o seguinte comando:

sudo apt-get install vlc

Além disso, instalar alguns codecs extras podem melhorar desempenho e a usabilidade do sistema.

sudo  apt-get install non-free-codecs libxine1-ffmpeg gxine mencoder  libmpcdec3 libquicktime1 flac faac faad sox ffmpeg2theora libmpeg2-4 uudeview flac libmpeg3-1 mpeg3-utils mpegdemux liba52-dev mpeg2dec  vorbis-tools id3v2 mpg321 mpg123 libflac++6 ffmpeg libmp4v2-0 totem-mozilla icedax tagtool easytag id3tool lame  nautilus-script-audio-convert libmad0 libjpeg-progs

Player de Áudio:

O FOOBNIX é o melhor player de áudio, pois além de gerenciar sua biblioteca, mostra as letras, capas dos CDs, tem equalizador gráfico, rádios via web e um diferencial: você pode procurar por uma música e baixá-la para seu PC na hora. Quer mais? :-)

sudo add-apt-repository ppa:foobnix-player/foobnix
sudo apt-get update && sudo apt-get install foobnix

Player de Vídeo:

O UMPLAYER é perfeito para quem quer ver seus vídeos e com suporte a legendas .SRT, que você pode baixá-los da net na hora. Show.

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8
sudo apt-get update && sudo apt-get install umplayer

Habilitando o suporte para DVD:

Para tocar DVD’s protegidos, o pacote libdvdcss2 é essencial. libdvdcss é uma biblioteca simples, feita para acessar DVDs com algum dispositivo de bloqueio, sem ter que removê-lo.

Se você já adicionou os repositórios do Medibuntu, você pode instalar pela Central de programas ou usar o terminal, seguindo os comandos abaixo:

sudo apt-get install libdvdcss2 && sudo /usr/share/doc/libdvdread4/./install-css.sh

Habilitando o suporte de Flash nos seus navegadores

Para Ubuntu 32 bit e 64 bit: Para conseguir assistir vídeos e visualizar sites em flash no seu navegador (Firefox, Chrome, Opera, etc), você precisa instalar o plugin do flash player. Vá até a Central de programas, procure pela palavra “flash” e instale-o.
Nota: Para S.O de 64 bits, você pode instalar o flash square seguindo esses comandos:

sudo add-apt-repository ppa:sevenmachines/flash
sudo apt-get update
sudo apt-get install flashplugin64-installer

O Adobe Flash Player Square ainda está em fase de desenvolvimento. Instale por sua conta e risco.

7 – Quer instalar jogos e aplicações do Windows?

Se você veio do windows antes de mudar para o Ubuntu ou está apenas testando o sistema, o Wine pode ser uma ferramenta interessante para se ter. Você pode jogar um grande número de jogos através do PlayOnLinux.

PlayOnLinux é um software que permite que você facilmente instale e use um grande número de jogos e programas feitos para rodar no Microsoft Windows. Você pode instalar muitos jogos feitos para Windows, como Call of Duty, Doom e programas como Microsoft Office 2007, Msfonts, Itune, (veja nosso tutorial de como instalar o MS Office 2007 no Ubuntu usando PlayOnLinux). Você pode instalar o PlayOnLinux pela Central de Programas ou pelo comando:

sudo apt-get install playonlinux

8 – Jogar no Ubuntu fica fácil com o PlayDeb

Se você gosta de se divertir jogando, é importante adicionar o Playdeb à lista de repositórios do seu sistema. Playdeb é um repositório de jogos para o Ubuntu que visa oferecer títulos que já estão disponíveis no getdeb.net de um jeito mais fácil de instalar e atualizar. Você pode instalar diversos jogos em um simples clique. Você pode adicionar os repositórios de jogos no Natty instalando o pacote do playdeb.

9 – Centros de mídia: XMBC

XBMC é um premiado player de mídia open source e gratuito e está disponível para Linux, OSX, Windows e o Xbox original.

Enquanto XBMC funciona muito bem como player padrão de aplicações no seu computador, ele também tem sido projetado para ser um perfeito companheiro para o seu HTPC.
Suportando uma gama quase infinita de controles remoto e combinando isso com a interface bonita e um poderoso mecanismo de temas, o XMBC te dá o conforto para ser usado do sofá e é a solução ideal para o seu cinema em casa.

Abra o terminal e execute os seguintes comandos para instalá-lo:

sudo add-apt-repository ppa:team-xbmc
sudo apt-get update
sudo apt-get install xbmc

10 – Editores de Vídeo: Openshot

Meu editor de vídeo favorito é o Openshot, o melhor da atualidade para Linux. Você pode instalar ele pela Central de programas do Ubuntu, mas se quiser a última versão, você pode instalá-lo pelo terminal adicionando os seguintes repositórios:

sudo add-apt-repository ppa:jonoomph/openshot-edge
sudo apt-get update
sudo apt-get install openshot openshot-doc

11 – Ferramentas de backup: Deja Dup

Déjà Dup é uma simples ferramenta de backup. Ela elimina a complexidade de fazer backups da “maneira correta” (encriptada, off-site e regular) e usa duplicidade como backend.

Características do Deja Dup.

–  Suporte para localização remota ou local de backup, incluindo Amazon S3,
– Agenda Backups regulares.
–  Boa integração com seu desktop Gnome.

sudo apt-get install deja-dup

12 – Clientes de BitTorrent

1 – Deluge

Deluge foi feito para ser um cliente de BitTorrent completo. Ele usa libtorrent em sua backend, PyGTK para sua interface do usuário e está atualmente utilizável em S.O POISX compliant. Ele tem a intenção de trazer um cliente completo de nativo para desktops GTK, como o Gnome e o XFCE. Uma versão oficial para Windows também está disponível. Abra o terminal e digite os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:deluge-team/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install deluge

2 – Vuze

Vuze é um cliente de bitTorrent que é usado para baixar e compartilhar arquivos usando a rede P2P.

sudo apt-get install vuze

13 – Filezilla, o melhor cliente ftp para Linux

Filezilla é o melhor cliente ftp para Linux. Instale pela linha de comando:

sudo apt-get install filezilla

14 – Comunicação: Mensageiros instantâneos

– Pidgin é o melhor cliente messenger e de 30 outras protocolos, você pode aproveitar a conversa com seus amigos usando voz e vídeo.

sudo apt-get install pidgin

– aMSN é um clone gratuito do Windows Live Messenger. O aMSN tem a intenção de emular o estilo do Windows live messenger e possui a maioria das suas características. O aMSN tem funções que não estão presentes no Windows Live Messenger. Os usuários podem definir alarmes, ver se alguém o removeu da lista de contatos e abrir mais de uma conta ao mesmo tempo. Também é muito customizável, com extensões e temas disponíveis no site oficial.

sudo apt-get install amsn

– Skype

Se você quer conversar por voz ou é apenas um simples usuário do skype, substituir a aplicação original é impossível. Desde a versão 10.04 (Lucid Lynx), o Skype é parte do repositório oficial parceiro* da Canonical. Para instalar o skype, primeiro ative o repositório parceiro, então instale o Skype pela Central de Programas ou pelo terminal:

sudo apt-get update && sudo apt-get install skype

15 – Instalando a última versão do Java run time JRE

JRE é a sigla para “Java Runtime Environment”. É uma aplicação necessária, da qual outras aplicações “dependem”.

sudo add-apt-repository ppa:ferramroberto/java
sudo apt-get update
sudo apt-get install sun-java6-jre sun-java6-plugin sun-java6-fonts

16 – DropBox

DropBox é um serviço gratuiro que permite que você carregue suas fotos, documentos e vídeos para qualquer lugar. Significa que qualquer arquivo salvo no Dropbox automaticamente será salvo em todos os seus computadores, celulares e até no site do Dropbox. Ele também facilita o compartilhamento com outras pessoas, mesmo que você seja um estudante ou profissional, pai ou avô.

Baixe o pacote do Dropbox:

Ubuntu (x86_64 .deb)
Ubuntu (x86 .deb)

17 – VirtualBox

Se você quer rodar outro sistema operacional em uma máquina virtual, o melhor é instalar o Virtualbox, via Central de Programas Ubuntu.

18 – Editores de imagem

Independentemente de saber se você precisa editar imagens diáriamente em um nível profissional ou apenas como um hobby, GIMP é uma ferramenta essencial para todos.

sudo add-apt-repository ppa:matthaeus123/mrw-gimp-svn
sudo apt-get update
sudo apt-get install gimp gimp-data gimp-plugin-registry gimp-data-extras

19 – Instale algum estilo

Conky é um leve monitor de sistema para Linux. Você pode instalar o Conky pela Central de Programas ou pelo terminal:

sudo-apt get install conky

Configurar ele é fácil e existem milhares de configurações disponível. Google nelas ;)

– Adicionando screenlets no seu Desktop.

Screenlets são pequenas aplicações que podem ser descritas como “a representação virtual de coisas estáticas/fixadas em volta de seu desktop”. Notas adesivas, relógios, réguas… as possibilidades são infinitas. Os Screenlets podem ser instalados na Central de Programas, mas se você quiser a última versão lançada é melhor instalar pelo repositório oficial. Abra o terminal e execute os comandos:

sudo apt-add-repository ppa:screenlets/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install screenlets

20 – Instalando aplicações de gestão de arquivo

Se você costuma baixar aquivos da internet, você sabe que existem vários tipos de formato de arquivo. Instalando os seguintes aplicativos, você poderá lidar com a maioria dos formatos.

sudo apt-get install unace unrar zip unzip p7zip-full p7zip-rar sharutils rar uudeview mpack lha arj cabextract file-roller

21. Y PPA Manager

Y PPA Manager é uma ferramenta com interface que permite adicionar PPAs facilmente, procurando o pacote em todos os Launchpads PPAs, removendo PPAs duplicadas (apenas funciona com arquivos .list separados), fazendo backup das PPAs e outras tarefas relacionadas.

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/y-ppa-manager
sudo apt-get update
sudo apt-get install y-ppa-manager

Outras aplicações úteis para internet

Opera: O navegador mais rápido da terra está ainda mais rápido. Mas não é só isso. Use o Opera turbo para dobrar a velocidade de download da página em conexões lentas.

Google Chrome: Navegador do Google

Thunderbird: Cliente de email e notícias da Mozilla

Google Earth – Viaje pelas cidades ao redor do mundo, mergulhe fundo nos oceanos, explore ilhas remotas e voe até as galáxias mais distantes.

fonte original