Rumor: Microsoft considera lançar o Office para Linux em 2014

nelson-rubens

Ok, ok, ok! Veeeeeja!

A Microsoft estaria seriamente considerando lançar o pacote Office para a a plataforma Linux, em 2014, mas nada é confirmado.

De acordo com um desconhecido infomante citado por Michael Larabel do site phoronix.com, a Microsoft esta analizando seriamente a possibilidade de lança o suite Office para a plataforma Linux.

Esta informação foi passada para Larabel durante o encontro Free Open-Source Developers’ European Meeting (FOSDEM), em Bruxelas, Belgium.

Com os avanços significativos feitos pela Valve (Steam) para o Linux, sem mencionar o fato do crescimento do Ubuntu no market share, a Microsoft não seria louca em não reconhecer este potencial.

Leve esta informação como um rumor, boato ou até invenção de alguém, mas onde há fogo…

fonte

Skype 4.1 no Ubuntu 12.10

A Microsoft acaba de lançar a versão 4.1 do SKYPE para Linux, e com ela a possibilidade de conectar-se na sua conta do MSN.

Isto ocorre por decisão da Microsoft em descontinuar com o MSN ou Live Messenger no primeiro trimestre de 2013. Motivo? A gigantesca base de usuários do SKYPE e a queda forte dos usuários do Live Messenger.

E a surpresa foi que os usuários Linux não foram esquecidos! Você pode baixar o Skype, nas duas versões 32 bits no link:

http://www.skype.com/intl/pt-br/get-skype/on-your-computer/linux/

Versão 64 bits:

http://www.skype.com/go/getskype-linux-ubuntu-64

Instalação

Como é um arquivo .DEB, foi muito simples a instalação no Ubuntu 12.10. Veja abaixo as telas e a nova opção de conectar-se com seu login do Messenger.

Agora, deixando de lado suas convicções e ideais livres, eu concordo com a posição da Microsoft em se virar para manter sua base de usuários. Bem, a pergunta que não quer calar é “E ai? Agora consigo usar minha webcam numa conferência?”. Bem, não fiz este teste ainda, pois hoje é feriado e não encontrei ninguém para um teste.

Curtiu?

Abraços amigos!

Microsoft cria uma empresa para lidar com código aberto

A Microsoft anunciou a criação de uma nova subsidiária pertencente à empresa, chamada Microsoft Open Technology. Jean Paoli, que é atualmente o General Manager of Interoperability Strategy na Microsoft e é um dos co-criadores do padrão XML, liderará essa nova subsidiária. O novo grupo deve possuir entre cinquenta e setenta e cinco funcionários da equipe atual de Paoli. A meta dessa nova entidade é fornecer uma “nova forma de interagir e se engajar de uma forma mais clara” com entidades de código aberto com que a Microsoft já está envolvida.

Paoli destacou que a criação da nova empresa não vai mudar a forma com a própria Microsoft interage com essas entidades, como a Apache Software Foundation, a Outercurve Foundation (que a Microsoft criou originalmente como a CodePlex Foundation) e grupos de padrões abertas. “Essa estrutura deve tornar mais simples e mais rápido interagir e lançar software em código aberto, participar em esforços de código aberto, e aceitam contribuições da comunidade”, Paoli afirmou. Ele também prometeu que essas mudanças devem levar a uma maior interação entre a Microsoft e comunidades de código aberto.

Fonte: h-online, em inglês e do site da Linux Magazine

Live Messenger no Empathy, no Ubuntu 12.04

Assim que a Microsoft divulgou que iria liberar o acesso a sua rede Live Messenger, via procotolo XMPP, a turma da Canonical já incluiu a opção de acesso no seu IM padrão, o EMPATHY, na versão alpha do Ubuntu 12.04 LTS. Veja abaixo, usando o configurador de contas on-line:

 

Turma rápida hein? Comente!

Resolvendo o Missing Plugin no Chrome/mium no Ubuntu 11.10

Ai, você está navegando pela interwebs quando se depara com a mensagem:

“MISSING PLUGIN”

Pronto, lá vem o desespero de como assistir o streaming desejado no Google Chrome/Chromium. Mas não se desespere mais.

Seguindo esta dica aqui, fica fácil.

Basta ir na url do browser, digitar “chrome://plugins/” e desativar o plugin do VLC, re-iniciar o browser e voilá! Streaming perfeito!

ps.: no meu Firefox 8, ao acessar uma página com streaming proprietárias da Microsoft, a janela dava crash! 

A opção mais rude seria desinstalar o player VLC e optar em usar o SMPLAYER ou o MPLAYER. Aí, vai do gosto do freguês.

Pode não ser a solução definitiva, pois depende de alguns fatores pessoais de cada sistema, mas comigo funcionou de boa.