Remastersys: Crie seu próprio Live-CD do Ubuntu 12.04


Muitas pessoas tem interesse em criar uma distribuição personalizada de seu sistema com os aplicativos instalados, para que não tenha que configurar tudo na máquina da pessoa que receberá o Live-CD, a fim de distribuir para seus amigos e conhecidos, ou até mesmo demonstrar para clientes em potenciais, porém se sentem intimidados pela complexidade do processo de remasterizar uma distribuição, processo nem tão complexo, mas que requer um pouco de estudo e planejamento.

Mas há um forma simplificada de fazer isso, utilizando uma ferramenta chamada Remastersys, com ela somos capazes criar uma imagem do nosso sistema e criar um Live-CD com as aplicações que temos instaladas em nossa máquina.

O projeto Remastersys esteve parado por muito tempo, mas com o lançamento do Ubuntu 12.04 o projeto voltou a andar novamente. Pra nossa alegria!

Instalando

Baixe aqui o remastersys http://www.remastersys.com/downloads/remastersys_3.0.2-1_all.deb e instale-o (duplo-clique).

Esse pacote não tem interface gráfica, e nem precisa é muito simples o processo de remasterização com o remastersys.

Remasterizando

Eu gosto de limpar o sistema antes de começar o processo, assim sua imagem .iso ficará limpa e menor.

Abra o terminal ( Control + Alt + T) e digite os seguintes comandos:

Limpa o cache do apt-get

sudo apt-get clean

Remove pacotes desnecessários

sudo apt-get autoremove -y

Cria sua imagem iso

sudo remastersys dist

Após terminar o processo, os arquivos serão criados dentro de um diretório chamado /remastersys, que foi criado dentro da sua pasta /home

Remastersys

Pegue o arquivo customdist.iso e grave em um CD/DVD ele é nossos Live-CD.

Antes de sair gravando a imagem é sempre bom testar, para ver se está tudo nos conformes, para isso basta carregar a imagem em uma máquina virtual de sua preferência, ao rodar o iso teremos essa tela de início:

Sinal de que tudo correu bem, pressione enter e espere carregar o sistema, você verá que está tudo aí.

Bem, espero que esse artigo tenha sido útil de alguma forma, e para quem não tinha costume de fazer backups de suas instalações está aí uma boa pedida.

Até a próxima.

Sigam @linux_dicas

Fontes:
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Remastersys-Crie-seu-proprio-LiveCD-do-Ubuntu-Linux
http://www.remastersys.com/downloads/

Testando o Ubuntu sem comprometer o seu computador – Parte 2

Olá! Continuando a nossa série de 3 posts (o primeiro você pode ver aqui), vamos falar sobre como testar o Ubuntu usando uma mídia (CD, DVD, pendrive, HD externo…) removível sem ter que instalar e/ou comprometer alguma prévia instalação que você já possua. Esse recurso é chamado de LiveCD.

O que é um LiveCD, afinal de contas? Por definição um LiveCD é:

“ um CD que contém um sistema operacional (GNU/Linux, BSD ou outro) que não precisa ser instalado no disco rígido do usuário uma vez que o sistema operacional completo é executado diretamente a partir do CD e da memória RAM. A maioria dessas distribuições também permitem que se instale o sistema operacional no disco rígido com as mesmas configurações do sistema que roda no CD, caso o usuário deseje.” – LiveCD na Wikipedia.

Agora que já sabemos o que significa o termo LiveCD, vamos por a mão na massa.

Primeiro: Temos que ter uma cópia do Ubuntu. Neste link você pode baixar a iso (iso?? Você não quis dizer “isso”? Calma! Já explico) e gravar em um CD usando o seu programa favorito ou usar um software como o UnetBootin, para transferir a imagem de CD (o arquivo iso – agora você já sabe!) para criar um pendrive/hd externo inicializável (tem que ser maior que 700MB).

Ubuntu LiveCD - Pendrive

Segundo: Temos que reinicializar o computador com o CD/Pendrive conectado e acessar o menu de inicialização (boot), para escolhermos de onde vamos carregar o sistema.

Hum….Acho que não sei fazer isso…..Calma. Se você tem um notebook geralmente as teclas F11, F12 vão mostrar esse menu. Caso seja um Desktop, pode ser que este atalho também funcione, entretanto duas possibilidades tem uma chance maior de dar certo.

A primeira delas é que seu computador reconheça a mídia inicializável e carregue o sistema por ela. Isso é muito provável.

A segunda possibilidade é você ter que entrar na BIOS do PC (para a maioria dos computadores, teclando “del”  logo em seguida que o PC for ligado) e indicar para a BIOS procurar o sistema primeiro no pendrive/CD antes de ver no HD. Para esta segunda opção, aconselho você chamar um amigo com um pouco mais de conhecimento, ler o manual da placa mãe ou procurar no youtube um exemplo.

Tela de Boot

Depois de escolher a inicialização pela mídia, o Ubuntu começa a ser carregado e a velocidade desse carregamento irá depender de seu drive de CD ou entrada USB.

Tela de carregamento do Ubuntu

Terminando o carregamento do Ubuntu, o menu de instalação aparece e podemos perceber algumas coisas interessantes:

  1. À esquerda podemos escolher as linguagens suportadas (Cuidado que português de Portugal é diferente de português do Brasil);

  2. Depois temos 2 menus: Experimentar o Ubuntu e Instalar o Ubuntu. Neste caso vamos escolher: Experimentar Ubuntu

  3. No canto superior da tela, à direita temos mais algumas opções: desligar, indicador de rede (cabeada ou wireless) e Tecnologias Assistivas;

Se você não clicou em experimentar, faça-o agora.

Menu para instalação do Ubuntu

Em pouco tempo você verá a área de trabalho e poderá interagir com o sistema como se ele fosse nativo em sua máquina. Podemos acessar a internet, criar documentos, acessar arquivos (sim, os seus arquivos irão aparecer e você pode fazer o que quiser), particionar o disco, e por aí vai.

Ubuntu carregado via LiveCD

O recurso de selecionar áreas de trabalho – como não poderia deixar de ser, afinal isso não tem no Windows!!! – também pode ser utilizado.

Ubuntu - Alternador de Espaços de Trabalho

Segue abaixo mais imagens

Ubuntu - Unity
Internet e Gerenciador de arquivos no Ubuntu
Podemos usar também o GParted no modo LiveCD

A qualquer momento você pode desligar ou reiniciar a máquina sem qualquer dano ao seu computador…Bem, espero que você não tenha feito nada de errado com os seus arquivos, pois como é apenas para teste, o Ubuntu não aplica restrições de permissão aos seus arquivos particulares.

Menu de desligamento

Se por acaso você decidir instalar o Ubuntu, clique a qualquer momento no ícone Install Ubuntu, que o processo de instalação irá se iniciar. Veja esse link se quiser saber mais.

Não se esqueça de fazer backup dos seus arquivos…é melhor prevenir do que remediar.

Instalar o Ubuntu!

Por hoje é só pessoal!!! Me desculpem pelas fotos de 3MP, mas eu queria imagens direto do meu notebook e o celular disponível não é lá essas coisas………

No terceiro e último post desta série vamos mostrar como experimentar o Ubuntu via Wubi (essa é só para quem usa Windows).

Postem seus comentários, críticas, dúvidas, elogios na seção de comentários do site.

Logando no Windows 7 ou Vista sem senha usando o Ubuntu

Com o Ubuntu podemos fazer muitas coisas mas eventualmente temos que usá-lo para acessar o Windows Vista ou o Windows 7. E nem sempre temos a senha do usuário para acessar o sistema de Redmond.

Mas podemos alterar a senha ou logar sem senha padrão no Windows 7 ou Vista usando o live-cd do Ubuntu. Divirta-se!

Interessante hein?