10 motivos para você testar o Ubuntu

10 motivos para você testar o Ubuntu

Nós, humanos, temos uma fixação estranha e quase obsessiva em listas. Listas para compras, de discos mais legais do mundo, do guitarrista mais virtuoso do Universo conhecido e assim vai. Parece que precisamos ler e reler muitas vezes uma pequena lista antes de tomarmos alguma atitude que nos traga benefícios práticos ou emotivos.

No mundo da tecnologia é muito comum vermos listas demonstrando pontos específicos de um produto que nos mostre pontos-de-vistas que não tínhamos conhecimento. Neste caso específico que se baseia a lista “10 motivos para você testar o Ubuntu”.

O foco não é denegrir o que você já usa ou mostrar uma superioridade “quase xiita” em favor de um sistema. O objetivo é mostrar que existem pontos que você não conhecia ou que conhece, mas não tinha ideia de que se aplica a um sistema Linux que muita gente fala por aí e que na verdade você não tem noção do que se trata. Vamos lá.

Ubuntu

1. Interface moderna

Desde abril de 2011, o Ubuntu mudou sua interface do Gnome clássico para o que chamou de UNITY. Essa quebra de paradigma criou muita incerteza entre os usuários e alguns conflitos de uso, mas isso mais foi por conta de uma interface acessível ao extremo. Tudo é muito mais simples, mais limpo e quase minimalista.

O Unity tem um bom grau de personalização, aproveita melhor o espaço no desktop em monitores widescreen e com algum pouco tempo de uso você se acostuma. Esta em constante aprimoramento pela Canonical.

2. Personalização

Neste item, o Ubuntu é um primor. Ele permite grandes níveis de personalizações que vão desde uma simples mudança de tema, por um que te agrade, até a escolha de outra interface como o Cinammon ou Gnome Shell. O sistema é o mesmo mas a “cara” pode ser mudada com alguns poucos cliques.

Ainda existem programas de terceiros, como o Ubuntu Tweak, que te dá mais poder de personalização sem ter que usar um terminal (mesmo você podendo usar, se quiser). Tudo ali, perto de você.

3. Softwares

Imagine entrar numa central de programas, onde você pode baixar milhares de programas para uso sem ter que comprar licenças e sem limite de uso do mesmo. Sim, isso existe. Milhares de programas similares aos que você usa diariamente.

O Centro de Programas do Ubuntu tem mais de 40 mil softwares que vão de jogos a suítes de escritório prontos para uso. É tanta opção junta que é muito comum não saber qual seria a melhor escolha para ouvir seus mp3. Mas ai é que esta a graça do software livre: liberdade de escolha. Você decide.

4. Compatibilidade de Hardware

O Ubuntu/Linux consegue ter um alto nível de compatibilidade de hardware antigo e o mais moderno também. Mas aqui vale a ressalva de que nem tudo são flores, pois podem ocorrer problemas entre algumas placas de vídeo.

Um PC com 512MB de RAM, processador 32 bits e com 5GB de espaço de HD já é suficiente para rodar o Ubuntu. Mas se você ainda tem um PC mais fraquinho, pode tentar usar o Lubuntu (uma variante do Ubuntu específico para máquinas antigas).

O que mais posso dizer sobre este item da lista? Não me preocupa guardar aquele CD de drivers como se fosse o Santo Graal na gaveta. Só isso já justifica o teste, não?

5. Integração com as nuvens

Então você tem milhares de arquivos que não quer nem imaginar em perder? Aqueles documentos que te salvam diariamente e que não pode confiar em HDs externos ou em pendrives?

No Ubuntu, assim que você o instala já tem o direito de usar o serviço chamado UBUNTU ONE. São 5gb de espaço gratuitos onde você pode (e deve) integrar ao sistema local, podendo enviar seus arquivos para as nuvens e compartilhar com seus amigos, se assim quiser.

Ainda não ganha em termos de facilidade de uso do DropBox, mas é muito prático e integrado por padrão ao sistema, sem precisar instalar nenhum aplicativo adicional. Eu recomendo.

UPDATE: Este serviço será fechado em julho próximo.

6. Segurança

A fama do GNU/Linux em ser um sistema seguro você já deve ter ouvido falar por ai e não é exagerado, pode acreditar.

Existem muitos fatores para que o Linux seja seguro e neste artigo você poderá entender melhor esse assunto tão complexo. Vale a leitura.

Eu uso o Ubuntu a anos e nunca peguei vírus, trojans, malwares e etc. Claro que o diferencial sempre será seu zelo com o que esta mexendo. Auto-confiança elevada pode trazer estragos inesperados, mas no mundo Linux isso é incomum.

O sistema pode ter um bug ou uma falha de segurança? Sim, pode. Mas ao contrário do que esta acostumado, os bug-fixes são distribuídos no menor tempo possível. Não existe uma data especifica para updates de segurança! No Ubuntu o sistema é atualizado sempre que necessário e isto é bom.

7. Ferramentas de Administração

No Ubuntu você administrá-lo remotamente! Imagina você se logar usando apenas um navegador em algum lugar do mundo e assim pode usar seu PC. Tudo isso graças Landscape.

E você pode acessar o domínio Active Directory do Windows com ferramentas tipo LikeWise Open ou o Centrify.

8. Suporte VPN

Nos repositórios do Ubuntu, você pode instalar o OpenVPN, que usa um protocolo seguro baseado em SSL/TLS.

9. Suporte Técnico

A Canonical oferece suporte técnico oficial, por um custo inicial de U$80 dólares por ANO!!! Ou seja, menos de 14 reais por mês. Mas você não tem essa grana? Ok, existem dezenas de blogs e apoio nas redes sociais onde você pode ter ajuda de outros usuários. Tudo gratuitamente.

10. Preço do Ubuntu

O Ubuntu 12.10 é gratuito. Não tem custo algum. É livre para uso e distribuição. Se tudo o que você leu não te convenceu a testar o sistema, agora deve ter te dado um grande passo para mudar de ideia.

Basta você acessar o site da Canonical, baixar o arquivo .ISO, queimar num DVD-R e testar no seu PC sem precisar instalá-lo rodando direto do drive de DVD.

Não tem paciência ou tempo para isso? Tá. Clica aqui e teste o sistema agora mesmo e para de choro.

Bem amigos e amigas, não quero aqui tentar mostrar uma “superioridade forçada”, mas sim, listar os principais motivos para se testar o Ubuntu. Se você se lembrou de outro item, comente, ok?

Estes foram os 10 motivos para você testar o Ubuntu.

Lista de comandos no terminal de A a Z

Veja uma lista de comandos do terminal de A a Z.

Lista de comandos linux de A a Z

Este site é indicadíssimo e fundamental. Você deve “favoritá-lo” pois nele esta lista todos os comandos que você pode usar no dia-a-dia.

Veja abaixo um exemplo:

A

alias Create an alias •
apropos Search Help manual pages (man -k)
apt-get Search for and install software packages (Debian/Ubuntu)
aptitude Search for and install software packages (Debian/Ubuntu)
aspell Spell Checker
awk Find and Replace text, database sort/validate/index

B

basename Strip directory and suffix from filenames
bash GNU Bourne-Again SHell
bc Arbitrary precision calculator language
bg Send to background
break Exit from a loop •
builtin Run a shell builtin
bzip2 Compress or decompress named file(s)

Curtiu? Então espalhe pros seus amigos esta lista de comandos no terminal.

Guia de Referências do Linux

Ontem postei um site com dezenas de comandos pro terminal para estudo. Muita gente curtiu, mas alguns reclamaram que não estava em português.

Graças ao Jossan Borba (via Google Plus), temos o link para uma guia de referência Linux em nossa língua. Não sei se é a lista mais completa de comandos, mas ela é muito bem explicativa. Vale a leitura e a “favoritagem“.

Curtiu, então compartilhe, e até mais amigos e amigas.

Lista de comandos do terminal

Esta dica é uma “dicaça“!

Muita gente que visita o blog, “reclama” que abuso de imagens de interface gráfica e que é mais fácil usar o terminal para certas – ou todas – ações que comento. Bem, se é assim, que tal decorar todos os comandos e seus significados?

O site (feio e bem anos 80) chamado Índice A a Z de comandos do Terminal traz uma lista imensa de todos os comandos e para que eles servem.

Então, amigos com problemas de interface, agora é a sua vez! Decorem tudinho beleza?

Abraços a todos e me sigam no Facebook ou Twitter ou Google Plus.

 

Lista de jogos suportados para LINUX no STEAM

Estes são os jogos atualmente suportados e disponíveis para jogar/comprar no STEAMpara Linux:

  • Amnesia:The Dark Descent
  • And Yet It Moves
  • Aquaria
  • Cogs
  • Cubemen
  • Darwinia
  • Dungeons of Dredmor
  • Dynamite Jack
  • eversion
  • Frozen Synapse
  • Galcon Fusion
  • Killing Floor
  • Red Orchestra: Ostfront 41-45
  • Serious Sam 3: BFE
  • Solar 2
  • Space Pirates and Zombies
  • SpaceChem
  • Steel Storm: Burning Retribution
  • Superbrothers: Sword & Sworcery EP
  • Team Fortress 2
  • The Book of Unwritten Tales
  • Trine 2
  • Unity of Command: Stalingrad Campaign
  • Uplink
  • Waveform
  • World of Goo

fonte