Como desativar a gravação de conversas no SKYPE

A Microsoft comprou o Skype e já avisou que irá descontinuar com o MSN. E agora?

No mundo Linux, eu sempre aconselho a usar o SKYPE no lugar do MSN por muitos bons motivos. Mas alguns usuários criticaram o programa de web conferência dizendo que ele grava as conversas e estas pessoas querem manter o anonimato. E aos adeptos do software Livre existe o EKIGA como opção.

Bem, dá para apagar o histórico de conversas.

Para isso, abra o menu OPÇÕES e no item PRIVACIDADE, selecione DESATIVAR HISTÓRICO no menu “Manter o histórico de conversas…”.

Seleção_016

Pronto! Anonimato garantido, safadeeeenhos!

Até mais!

Veja (e re-utilize) os comandos mais usados

A linha de comando inclui uma funcionalidade poderosa que pode fazer sua vida muito mais fácil: ver os comandos recentemente digitados, tipo histórico. Existe um arquivo oculto em seu diretório home / chamado .bash_history onde até 1000 comandos são gravados.

Para reutilizar um de seus comandos, no prompt de comando do terminal digite um ponto de exclamação (!; conhecido como bang no linguajar bash) e o número ao lado da entrada na lista do histórico. Por exemplo, no meu sistema, notei quando visualizei a lista de histórico, que o comando cp / etc / fstab ~ / Desktop era 591. Para usá-lo novamente, eu digitei: ! 591 no terminal.

Se você precisar repetir um comando que você acabou de usar, digite dois-pontos de exclamação!.

Simples né?

Vamos usar o bash_history:

$ history 10

Lista os 10 últimos comandos digitados.

$ history -c

Limpa o arquivo “.bash_history”.

Executando comandos contidos no “.bash_history”:

$ fc -s

Executa o último comando contido no “.bash_history”.

$ fc -s ipta

Executa o último comando cujo o nome inicie com “ipta”.

Outra forma de executar os comandos contidos no “bash_history” usando o “!”:

$ !!

Executa o último comando contido no “.bash_history”.

$ !ipta

Executa o último comando cujo o nome inicie com “ipta”.

$ !10

Executa o comando que estiver na 10 linha.

É isso ai! Até mais.