Serviço de armazenamento nas nuvens Ubuntu One será fechado

Serviço de armazenamento nas nuvens Ubuntu One será fechado

Ubuntu One
Ubuntu One

Jane Silber, CEO da Canonical, acaba de postar no blog oficial da empresa mantenedora do Ubuntu que o serviço de armazenamento de arquivos nas nuvens da empresa será fechado!

Leia mais aqui (em inglês): http://blog.canonical.com/2014/04/02/shutting-down-ubuntu-one-file-services/

A postagem diz que “mesmo tristes com a decisão a empresa precisa focar em iniciativas estratégicas mais importantes”.

O serviço não conseguiu competir com outros players do mercado como o DropBox, Google Drive e OneDrive em preço, presença e popularidade.

E agora, Ubuntu one?

Até o 1º de junho você poderá adicionar arquivos, mas todos os arquivos serão deletados no dia 31 de julho próximo.

Portanto, façam seus backups, amigos(as) usuários.

Vai sentir saudades do Ubuntu One?

Ubuntu: ISO de 64 bits como download padrão

Ubuntu: ISO de 64 bits como download padrão

Durante anos a Canonical (mantenedora do Ubuntu) colocou a ISO de 32 bits como download recomendado ou default, enquanto que a ISO de 64 bits ficava como opção para máquinas “mais novas”, como as que vêm de fábrica com o selo do Windows 8.

Mas isso vai mudar!

Os desenvolvedores decidiram que na versão do Ubuntu 13.10, a ISO de 64 bits será a default (padrão) e a de 32 bits estará disponível para quem preferir escolhê-la.

Demorou para isso ocorrer, hein?

Ubuntu domina a CHINA

O governo da China escolheu o UBUNTU, da Canonical, como o sistema operacional padrão estatal. Eles estarão nos pcs, servidores, tablets e espertofones.

O resultado desta escolha será uma versão focada ao mercado chinês, denominado UBUNTU KYLIN. A empresa inglesa entrou em acordo com a China Software and Integrated Chip Promotions Centre (CSIP) e a Universidade Nacional de Defesa e Tecnologia de Beijing, criando um laboratório para este projeto.

8579987758_430b45b8b2

Mais informações aqui.

Negócio da China

Nesta, a Canonical acertou em cheio. Num mercado de bilhões de possíveis novos usuários e com o apoio do governo comunista mais fechado daquele lado do planeta (acho que a Coréia do Norte também esta nessa…), será que desta vez, empresas como a Apple e a Adobe deixarão seus programas mais famosos sem rodar no linux?

A atualização do Ubuntu a cada 6 meses o torna um sistema pior: Por que a Canonical deve mudar as datas de lançamento

Na página do Facebook foi feito um questionário sobre o que as pessoas achavam a respeito das notícias que surgiram essa semana sobre o depoimento da Canonical,no qual pretendem estender um pouco mais os lançamentos das versões do Ubuntu. Analisando corretamente, já está mais do que na hora de mudarmos essas datas.

Fiz meu voto lá dizendo ser contra a extinção dos lançamentos semestrais, pensando sobre o ponto de vista que força as liberações de novas funcionalidades do sistema, tendo um prazo menor para que possamos aproveitar as novidades, surgindo mais rapidamente, acompanhando as novidades.

Mas não é de hoje que as versões que são lançadas como a 12.10 apresentam alguns problemas que fizeram diversas pessoas permanecerem na versão anterior, a 12.04, naturalmente mais estável. Isso é normal, faz parte do processo, durante o semestre que são consertados os problemas mais críticos de acordo com os reports de bugs dos usuários.

Entregar um produto que não está totalmente amadurecido está se tornando algo recorrente com a Canonical, o Ubuntu permanece sendo um ótimo sistema Linux, um dos melhores que temos, porém ao lançarem o sistema semestralmente não estão trazendo melhorias significantes, até porque o coração do sistema se baseia através do Kernel. Devido a pressa que é imposta dos prazos, é mais importante nessas datas o lançamentos de funcionalidades mais superficiais e a estrutura do sistema continua com poucas melhorias.

Lançar o Ubuntu a cada ano seria ideal, o sistema terá um tempo interessante para que seja agregado as novidades previstas, além de poder trabalhar na estrutura.

Alongando o prazo todos teriam a ganhar com isso, torna o sistema melhor, mais sólido, estável e as diversas outras vantagens de sempre. Tudo isso é questão de nos adaptarmos, acredito que o iremos crescer muito com essa mudança, se caso for concretizada.

Diga nos comentários o que você está achando de tudo isso, se concorda, discorda ou é indiferente.

Ubuntu for Phone é lançado

thxQn

 

O smarthphone Ubuntu é revelado por Mark Shuttleworth em London, hoje.

A Canonical acaba de lançar o sistema Ubuntu para smarthphones. É um passo importante para a história do linux.

“Nós convidamos a conhecer uma forma de usar um aplicativo sem botões e sim tudo via voz-controle ‘HUD’.

O aparelho será lançado neste mês na feira CES.

Configuração

1Ghz Cortex A9 ou Quad-core A9 ou Intel Atom com 512MB – 1GBMin 1GB e 4-8GB eMMC + SDMin 32GB eMMC + SD

Mais informações em breve!

Galeria

phone-photo-gallery

 

phone-photo-camera

 

phone-naturally-neat

 

phone-make-ubuntu-your-own

fonte