Como começar a desenvolver seus próprios aplicativos Android

Os celulares estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas pelo mundo, sendo cada vez mais utilizados para acessar a Internet e controlar outros tipos de dispositivos. São milhões de pessoas conectadas, em metros, carros, praças, e etc. O crescimento mobile foi tão grande e aconteceu tão rápido, que a demanda por profissionais qualificados é altíssima e a quantidade destes no mercado, ainda é escassa. Ou seja, aqueles que desejam se inserir no mercado e seguir uma carreira como desenvolvedor mobile, tem grandes oportunidades.

androidDevelopers

O Android é o Sistema Operacional mobile mais utilizado no mundo. Neste, momento existem mais usuários , mais telefones e tablets em todo o mundo do que qualquer outro Sistema Operacional mobile. A Google Play Store tem crescido a uma velocidade avassaladora e para os empresários e desenvolvedores, é a oportunidade de ganhar ainda mais dinheiro e alcançar uma base de público ainda mais amplo.

Mas, primeiro, você vai ter que aprender a desenvolver aplicativos Android. Neste post vamos aprender os requisitos básicos para desenvolver um aplicativo na plataforma Android.

Introdução: Noções do Android

Antes de você mergulhar de cabeça no desenvolvimento do Android, você precisa entender como funciona o Android.

O Android, como você já deve saber, é um Sistema Operacional Open Source lançado sob a licença da Apache. Ele foi originalmente desenvolvido em 2003 por Andy Rubin, Nick Sears, Chris White e Rich Miner como uma alternativa ao Symbian (Nokia) e Windows Mobile (Microsoft). Dois anos mais tarde, o Google adquiriu a empresa com o objetivo de atingir o mercado mobile que estava em expansão. O Sistema Operacional foi alimentado com o Kernel Linux e foi apresentado oficialmente em 5 de novembro de 2007 – quase um ano após o anúncio iPhone pela Apple no início de 2007. Desde então, o Android tem crescido com força, e ultrapassou o iOS da Apple em termos de popularidade se tornando o Sistema Operacional mobile mais popular do mundo.

As versões atuais do Android são alimentados pelo Linux Kernel versão 3.x. A maioria do código – bibliotecas, APIs, etc. – são escritos em C e os aplicativos rodam em um framework Java de compatibilidade que foi baseado no Apache Harmony, uma implementação Open Source do Java. Do lado do hardware, o Android utiliza a arquitetura ARM com suporte para x86 também.

A arquitetura do Android pode ser descrita da seguinte forma:

ape_fwk_all

(fonte: Android Source – https://source.android.com/devices/)

Basicamente, isso significa que o Android é feito com multi-camadas onde o Kernel Linux é a base. A primeira camada é a de Hardware Abstraction Layer (HAL), uma interface entre a plataforma e os diferentes fabricantes de hardwares. A segunda camada é a de System Service, API que comunica com os serviços do sistema para acessar o hardware. A terceira camada é referente ao Binder IPC, responsável por fazer a comunicação entre os processos executados na plataforma. E última, mas não menos importante a camada de Application Framework, onde fica todos os recursos das várias versões das API’s do Android.

Desenvolvendo para Android: O que você precisa

Antes de prosseguir com o desenvolvimento do Android, você vai precisar das seguintes ferramentas:

  • Android SDK: O Android Software Development Kit contém tudo que você precisa – ferramentas, bibliotecas e compiladores – para criar seus próprios aplicativos Android.
  • Android Studio: O Android Studio é a IDE oficial do Google que já vem com o Android SDK para desenvolvimento Android, nela existe um conjunto de ferramentas para lidar com a criação de aplicativos. Você pode fazer o download aqui.
  • Java: As aplicações Android são escritas em Java. O que significa que você vai ter que aguçar suas habilidades na linguagem Java.
  • Emuladores: No decorrer do desenvolvimento de aplicativos Android, você vai precisar testar ele em vários tipos de celular com diferentes versões da plataforma. Os emuladores ajudam nesse trabalho emulando várias configurações da plataforma.

Programando para Android

Existem algumas preocupações que temos que ter na hora de desenvolver nosso aplicativo Android. Por exemplo, não há uma versão “padrão” do Android, existem milhões de dispositivos executam diferentes versões do Sistema Operacional. Também não há um tamanho “padrão” de tela; você terá que otimizar o aplicativo para telas que variam de 3,8 “para 9,7”.
Porém, o Android te deixa livre para seguir qualquer tipo de modelagem de desenvolvimento, que pode ser intimidante para iniciantes (mas flexível para usuários experientes).

Desenvolver para o Android apresenta uma série de desafios de programação e design. Você pode facilitar a transição para o desenvolvimento Android com o ebook Android Aprendiz para iniciantes.

O lado positivo é que, você não precisa de um novo computador para iniciar o desenvolvimento de aplicativos Android – qualquer computador antigo capaz de rodar Ubuntu é o suficiente. Com o SDK do Android e alguns conhecimentos de Java, você pode começar agora mesmo.

Concorra a livros e cursos de desenvolvimento Android!

Com a intenção de ajudar na imersão de desenvolvedores no mundo do desenvolvimento Android, estamos fazendo um sorteio de quase R$ 1.000,00 em cursos e livros para quem quer entrar no mundo mobile que movimenta milhões de pessoas.

Para participar é muito fácil, acesse o link abaixo, faça o cadastrado respondendo a pergunta e confirme sua participação no email que vamos enviar para você. Após a confirmação, você receberá o seu Link da Sorte.

Participar do Sorteio.

Você pode aumentar muito suas chances compartilhando o seu Link da Sorte com seus amigos, redes sociais, fóruns e etc. Quanto mais pessoas se cadastrarem pelo seu link, mais chances você tem de ganhar.

Participar do Sorteio.

Por enquanto é isso, aproveite ao máximo todas as informações que passei neste artigo e inicie o quanto antes a desenvolver aplicativos para Android.

Até a próxima.

Fellipe Cordeiro – ANDROIDPRO

Ubuntu 15.10 Wily Werewolf é liberado para Download

Demorou 6 meses, mas estamos aqui anunciando o lançamento da nova versão do Ubuntu … o Ubuntu 15.10 Wily Werewolf.

Está tudo pronto, depois da longa jornada para manter o sistema totalmente funcional e disponível para nossa comunidade de forma gratuita.

Eu nesse post, claro… além de passar o link para você fazer o download do novo Ubuntu 15.10 Wily Werewolf vamos comentar um pouco sobre as suas novidades, e também dar algumas dicas de como você pode experimentar o novo Ubuntu 15.10 … algumas formas para atualizar sua versão atual e também como testar o 15.10 sem precisar reinstalar nada.

ubuntu-1510-wily-werewolf-download-tela-principal

Link para Download do Ubuntu 15.10 Wily Werewolf

download-ubuntu-15.10

Claro que você deve escolher entre o 32 bits e o 64 bits … então abaixo está o link direto para você escolher.

Algumas mudanças do Ubuntu 15.10

Não aconteceram grandes modificações no Ubuntu 15.10 que foi liberado hoje para download, na sua interface, “assim de cara” você irá perceber o papel de parede e também o estilo da barra de rolagem. Portanto se você já é usuário da versão anterior não terá nenhum problema para utilizar o 15.10

barra-de-rolagem-do-ubuntu-15.10

Claro, que isso é uma tendência mesmo, pois a grande modificação na interface do Ubuntu já aconteceu em outras versões, já deixou muita gente nervosa e outras felizes, em fim.

Softwares que você poderá utilizar no Ubuntu 15.10

Temos muitas novidades quando comparamos o softwares que você poderá utilizar no Ubuntu 15.10, com várias atualizações.

  • Unity polish
  • Suporte Steam controller
  • Nova scrollbars
  • Linux Kernel 4.2
  • Atualização de diversos apps, incluindo LibreOffice 5
  • Ubuntu Make update
  • Novos wallpapers
  • Suporte a Python 3.5 … etc …

Novo Wallpaper do Ubuntu 15.10

ubuntu-1510-wily-werewolf-novo-papel-de-parede

Fique tranquilo, se você não gostar desse padrão Ubuntu de Wallpaper, dentro do ubuntu 15.10 temos um conjunto muito completo de diversos tipos de Wallpaper que foram criados pela comunidade, houve até um concurso com a participação de alguns profissionais que contribuíram com a criação do novo lote de wallpapers … o nosso famoso papel de parede.

Ubuntu é LINUX! Lembra? Então vamos falar do novo Kernel que está no Ubuntu 15.10

O Kernel do Linux que hoje é o coração no novo Ubuntu 15.10 é a versão 4.2, essa versão do Kernel do Linux foi lançada em Agosto de 2015.

Traz um melhor suporte a hardware, incluindo suporte inicial os processadores de 64 bits “Broxton” chips Atom da Intel.

Há também novo driver GPU AMD Radeon GPUs e sistema de arquivos F2FS que tem suporte a criptografia de arquivos.

Mais uma lista de aplicativos que foram atualizados e estão sendo liberados com o Ubuntu 15.10

Talvez aqui você encontre mais um motivo para atualizar ou até mesmo testar o novo Ubuntu 15.10

  • Firefox 41
  • Chromium 45
  • LibreOffice 5.0.2
  • Nautilus (aka ‘Files’) 3.14.2
  • Totem (aka ‘Videos’) 3.16
  • Rhythmbox 3.2.1
  • GNOME Terminal 3.16
  • Eye of GNOME 3.16
  • Empathy 3.12.10
  • Shotwell 0.22

Como atualizar o seu velho ubuntu 15.04 para o novo ubuntu 15.10

Você pode atualizar a sua versão do Ubuntu, e já sair usando o novo Ubuntu 15.10, existem diversas formas de fazer isso, eu irei listar abaixo dois comandos que você pode executar no terminal do seu ubuntu para automatizar esse processo.

sudo do-release-upgrade

Ou chamando o modo gráfico:

update-manager -d

Pronto. Siga as instruções e espere baixar as atualizações do novo sistema. Isso pode demorar mais tempo, pois depende do servidor que você escolheu em Canais de Software. O bom neste processo é que você não perde nenhum arquivo ou programa, mas como em informática nada é 100%, sempre tenha seus BACKUPS!

Para saber mais de comandos que você poderá utilizar no Ubuntu, pegue uma cópia do meu Ebook, o Ebook do Curso Linux Ubuntu, pode clicar bem aqui.

img-ebook-curso-linux-ubuntu6

Teste o Ubuntu em uma máquina virtual antes de utilizar em produção

Eu não tenho como saber se você é ou não usuário de Ubuntu, mas vamos imaginar que você tem o seu sistema operacional cheio de arquivos, músicas, fotos etc … etc, fazer um backup agora e instalar um novo sistema operacional para você pode ser um problema … certo? Não! a resposta é não …

Você poderá sim, testar e homologar essa nova versão do Ubuntu, assim como a grande maioria das pessoas fazem, é simples, basta utilizar uma maquina virtual.

Sim você pode rodar um software, como virtualbox por exemplo e montar um ambiente onde você poderá testar sim o novo Ubuntu 15.10.

Se você não sabe como fazer isso, eu posso te ajudar indicando que você baixe uma cópia de mais um ebook que eu criei.

Aprenda Como Usar  O VirtualBox – Passo a Passo

img-site-Ebook-capa-como-usar-virtualbox2

Agora um passo a passo que você deve seguir depois de ter instalado o novo Ubuntu 15.10

Ok! … você ficou convencido e acabou de instalar o Ubuntu 15.10, e agora? O que você deve fazer primeiro …

Legal … vamos lá ! Irei criar uma lista de pequenas tarefas que você não poderá esquecer de fazer, mesmo que você tenha instalado o Ubuntu 15.10 em um pequeno ambiente para testes com o Virtualbox, conforme eu também sugeri aqui nesse artigo, e claro você poderá usar o Ebook Aprenda Como Usar  O VirtualBox – Passo a Passo para te ajudar nisso também.

1) Verifique se existem atualizações

Tudo bem eu sei, parece muito estranho, você acabou de instalar um novo sistema operacional e eu já estou sugerindo que você verifique se ele tem atualizações.

Antes que você diga, “Pedro você é louco” deixa eu te explicar melhor.

O Ubuntu, assim como o Debian utiliza um gerenciador de pacotes, para controlar e muito bem por sinal todas as atualizações e instalações de novos softwares.

Assim sendo, você acabou de instalar o Ubuntu 15.10, foram mais de 6 meses de desenvolvimento e teste, e mesmo assim, é muito provável que existam novas atualizações, simplesmente por que o Ubuntu 15.10 contem diversos outros pacotes ( pode entender pacotes como softwares ) que servem como base ao sistema como um todo, então é recomendável que você esteja sempre com a ultima versão.

No terminal do Ubuntu você pode utilizar os comandos:

#sudo apt-get update ; sudo apt-get upgrade

Isso vai fazer com que o ubuntu verifique se existem novas atualizações e também já baixe e instale, isso mesmo, tudo isso com esses dois “comandinhos”.

Claro que você pode ir até o menu Ubuntu e abrir o aplicativo “Programas e atualizações”.

como-atualizar-ubuntu-15.10

2) Instale os Codecs no Ubuntu 15.10

Não sei se você sabe, mas por questões jurídicas, o Ubuntu não vem com os Codecs para tocar MP3. Mas claro você pode instalar eles.

Ainda bem que o processo de instalação é bem automatizado, no momento da instalação isso pode ser feito marcando uma opção, mas se você esqueceu ao abrir o seu tocador de mp3 você será avisado e direcionado para a central de instalação/atualização para instalar o pacotes Ubuntu restricted extras. ( lembrando quando eu falo pacotes entenda como softwares, veja mais informações sobre no meu ebook: Curso Linux Ubuntu )

Você pode usar o comando abaixo também:

# sudo apt-get -y install ubuntu-restricted-extras

INSTALE OS CODECS NO UBUNTU 15.10

 

3) Instale os softwares que você mais gosta

É bom lembrar, mesmo se você estiver dando os primeiros passos com o LINUX no seu desktop, fique bem tranquilo, porque o Ubuntu tem milhares de softwares disponíveis a poucos cliques do seu mouse.

Simplesmente abra a Central de Programas do Ubuntu e procure por aplicativos como:

  • Gimp: Editor de imagens
  • VLC: Famoso Player de videos
  • Chromium : Navegador web
  • Skype: Famosa plataforma de voip
  • Audacity: Editor de sons
  • Blender: Para modelagem 3d

E muitos outros é claro…

Agora, se você não achar aquele aplicativo que tanto queria, terá que verificar no site do fabricante, se existe uma versão para Ubuntu, visto que na Central de Programas do Ubuntu só estão os aplicativos homologados e que suas licenças permitem.

  • Google Chrome
  • Spotify
  • Dropbox

E muitos outros tem versões para Ubuntu LINUX.

4) Instale os drives da sua placa de video

Talvez seja preciso instalar os drives da sua placa de video, principalmente se você gosta de jogos.

É bem simples:

Escolha Programas e atualizações (que está nas configurações do sistema), depois escolha a aba, Drives adicionais e siga as instruções.

como-instalar-drives-de-placa-de-video-ubuntu-15-10

 

Ubuntu 15.10 não está sozinho, existem diversos sabores de Ubuntu

É bom lembrar, que a turma do UBUNTU não é pequena, existem muitos outros projetos em paralelo, que sim merecem ser lembrados pois fazem um ótimo trabalho para disponibilizar o Ubuntu com outras interfaces.

São eles:

  • Kubuntu
  • Xubuntu
  • Lubuntu
  • Edubuntu
  • Ubuntu Gnome
  • Ubuntu MATE
  • Mythbuntu
  • Ubuntu Kylin
  • Ubuntu Studio

Esses projetos são conhecidos como “flavors” … outros sabores do UBUNTU, principalmente para quem não consegue se adaptar com a interface Unity que o Ubuntu vem adotando.

Download do Kubuntu 15.10 Wily Werewolf

Talvez a mais conhecida, pois o Kubuntu é a versão com interface KDE, que hoje utiliza o Plasma 5.

download-do-Kubuntu-15-10-Wily-Werewolf

Link para Download do Kubuntu 15.10 Wily Werewolf

Download do Xubuntu 15.10 Wily Werewolf

Essa talvez seja a interface que eu mais goste, o Xubuntu 15.10 utiliza a interface XFCE, e agora já atualizado com o XFCE 4.12.

xubuntu-download-versão-15-10

Link para Download do Xubuntu 15.10 Wily Werewolf

Download do Lubuntu 15.10 Wily Werewolft

Com interface LXDE, ainda mais leve que o Xubuntu.

lubuntu-15-10-download

Link para Download do Lubuntu 15.10 Wily Werewolf

Download do Ubuntu Gnome 15.10 Wily Werewolf

Para quem gosta de GNOME ( como eu ) aqui é uma versão que utiliza o Gnome 3.16.

ubuntugnome-15-10-download

Link para Download do Ubuntu Genome 15.10 Wily Werewolf

Download do Ubuntu MATE 15.10 Wily Werewolf

Aqui está, lembro muito bem que utilizei por anos essa interface com o antigo Gnome 2.

ubuntu mate 15.10 - download

Link para Download do Ubuntu Mate 15.10 Wily Werewolf

Download do Ubuntu Studio 15.10 Wily Werewolf

O Studio é bem conhecido também, muito utilizado para produção de video e audio, multimídia em geral.

ubuntu-studio-15-10-donwnloads

Link para Download do Ubuntu Studio 15.10 Wily Werewolf

Então é isso …

Você tem todas as ferramentas nas mãos, agora é só começar os trabalhos de instalação ou atualização do Ubuntu 15.10.

Não esqueça de fazer uma homologação do sistema antes de colocar ele em produção, é algo que eu mesmo que já utilizo LINUX a mais de 14 anos faço e sugiro fortemente que você faça também.

Lembrando que é muito fácil de montar um ambiente para testar o Ubuntu 15.10, utilizando o VirtualBox mesmo que você tenha em seu computador qualquer versão do Windows, Linux ou MacOS.

Se você precisar de ajuda com o VirtualBox baixe uma cópia do ebook que eu crieiAprenda Como Usar  O VirtualBox – Passo a Passo

E você, já começou os trabalhos para testar o Ubuntu 15.10? Deixe um comentário abaixo para eu ficar sabendo o que você está achando dessa nova versão.

Até a próxima.

Pedro Delfino

Por que desenvolver jogos pra Linux?

Você já pensou em desenvolver jogos para Linux? Quando falamos desse assunto, vemos que Linux é um mercado muito novo e que ainda não está saturado. Imagine que se você quiser criar um jogo para Windows, você estará competindo com todo mundo do mercado, inclusive o próximo jogo AAA. Já no Linux, as chances do seu jogo chamar atenção são bem maiores, pois existe pouca oferta e os usuários estão em busca do que está disponível.

alien isolation linux

Das muitas vantagens de desenvolver para Linux, uma delas é a baixa barreira para entrar. Conseguir publicar um jogo para console como Playstation ou XBox é muito difícil, requer treinamentos e investimento de tempo e dinheiro. Já para Linux, você não tem custo nenhum e precisa apenas de uma máquina e conhecimento básico em programação para começar.

E você já pensou em desenvolver jogos para Linux?

Além disso, se você tentar publicar para consoles e em lojas como App Store ou Google Play, você verá que existem diversas limitações e provavelmente você não poderá publicar o jogo exatamente da maneira que deseja. Para Linux, você poderá vender o que quiser e como quiser, sem ninguém para falar o que você deve ou não fazer.

Em relação ao desenvolvimento em si, há bastante disponibilidade de middleware como bibliotecas de áudio, engines e programas de modelagem. Estas opções já estão sendo usadas em Linux há muitos anos, então praticamente todos os bugs já foram resolvidos e você não deve ter dor de cabeça para usar.

E, claro, game engines populares como Unity 3D e Unreal estão disponíveis há um tempo e vários jogos já foram publicadas por elas no Linux.

Se você quiser saber um pouco mais, eu separei aqui um vídeo muito legal que encontrei sobre o assunto (em inglês):

Além disso, se você quiser aprender mais sobre como é o mercado de desenvolvimento de jogos no Brasil, sugiro que você veja algum dessas 3 palestras online gratuitas organizadas pelo Produção de Jogos:

1) Comecei Meu Sonho de Criar Jogos… E agora?

2) Como Mudar de Carreira e Começar a Trabalhar com Jogos

3) Como Empreender com Jogos no Brasil

Depois não se esqueça de comentar aqui abaixo o que achou, beleza?

Até! Raphael Dias… ProducaoDeJogos.com

O Android é ou não é Linux?

O Android é ou não é Linux?

Estava pesquisando em como fazer o root android pro meu Asus Zenfone 5 e acabei me perguntando: o Android é Linux mesmo?

Thom Holwerda, do OS News, e Jon Buys, do OStatic reuniram argumentos em apoio a cada uma das posições.

Segundo Thom Holwerda (“Android is Linux”), que chama de erro a ideia de que o Android compete com o Linux. Ele afirma que o Android é tão Linux quanto o Ubuntu, Debian, Red Hat ou qualquer outra coisa que use o kernel Linux.

Continue lendo “O Android é ou não é Linux?”

Como Instalar o iTunes no Linux

Como Instalar o iTunes no Linux

Esta dica não é 100% funcional, mas é o que dá para fazer para se ter o iTunes no seu Ubuntu.

  • USB geralmente não funciona a (depende da sua versão do linux. Versões atualizadas suporta usb). Então você não será capaz de usar iPods ou outros dispositivos.

Continue lendo “Como Instalar o iTunes no Linux”