Adicionando o efeito “Rastro” do mouse no Ubuntu

Se você é daqueles que vira e mexe “perde” o ponteiro do mouse na tela e, por conta disso sente saudades (????) do rastro do mouse que tinha no Windows; então, essa dica é para você.

Bem….na verdade eu acredito que as Ubuntu Girls vão gostar mais disso do que os marmanjos de plantão! (Hum…..Será?…….).

Certo, vamos lá! (Opa! Antes vamos à uma introdução)

Os passos abaixo descrevem a instalação do Compiz Config. Esse aplicativo tem uma série de configurações e parâmetros para alterar desde funções básicas do unity, até coisas bem avançadas que podem levar a bugs, caso não haja um certo cuidado.

Apesar do Compiz mexer em coisas avançadas do sistema, ele possui uma interface gráfica bem amigável e simples de usar, porém isso não é motivo para não termos critério ao utilizá-lo.

OK, agora vamos ao que interessa.

Digite os seguintes comandos no terminal

sudo apt-get install compiz-plugins-extra 
compiz compizconfig-settings-manager

Obs.: Na verdade o comando todo tem que ser digitado em uma única linha, para efeitos de espaço, foi colocado em duas linhas.

Informe a sua senha e dê ok. Caso apareça pedidos de confirmação, aceite.

Se você já tem o Compiz instalado, apenas instale os plugins extras (compiz-plugins-extra)

Com o Compiz instalado, acione o programa usando o Dash do unity (tecla do Windows!)

No campo filter, digite: show mouse

Quando aparecer o menu, clique na caixa para habilitar o recurso, e em seguida clique no próprio menu para ver algumas configurações que podem ser feitas. Abaixo vou listar algumas:

Initiate com a figura do teclado: indica a combinação de teclas para acionar/desacionar o rastro;

Initiate com a figura do mouse: permite configurar o acionamento através do mouse;

Initiate com a figura do monitor: permite indicar uma área no desktop para acionar o rastro do mouse;

Rotation Speed: Ajusta a velocidade de rotação do rastro;

Radius: Ajusta o tamanho do raio. Distância entre o ponteiro de mouse e o rastro;

Emiters: Veja por sua conta! (achou que eu ia entregar tudo de bandeja???)

Na aba Particle Options, existe ainda mais configurações que podem ser modificadas.

Dentre elas eu destaco o menu que você pode trocar/customizar uma cor e o menu de usar cores de forma aleatória.

O primeiro Initiate funcionou na boa comigo. Mas com os outros dois, não obtive sucesso. Sinceramente. Só o atalho do teclado já é mais do que suficiente.

E por ora é só! Espero que tenham gostado

Críticas, Sugestões, Reclamações, Elogios, usem a seção de comentários do site e não se esqueçam de curtir no facebook a página do Ubuntu Dicas e o grupo do Ubuntu Dicas.

 Até a próxima!

Você ainda não quer vir para o Ubuntu?

Olá!

Corre uma notícia em dois sites especializados em TI, que o Windows 8 não virá com suporte nativo a DVDs (o quê?).

Imagine ter que pagar mais de R$300,00 por uma licença e não ter como assistir o seu aniversário de casamento? Ou a festa de primeiro ano de seus filhos?

No Ubuntu (como já foi dito aqui), vem com suporte a DVDs e muito mais.

Claro que se quiseres pagar, o Windows Media Center estará disponível por um preço “irrisório”…

E você, tá esperando o quê? Um tapete vermelho?

Abraços!

Fonte 1 e Fonte 2

IE8 no Ubuntu usando o Wine

Olá!

Meses atrás eu estive em Brasília realizando alguns serviços e, em meu tempo livre, apresentei as vantagens de usar o Ubuntu (em relação ao Windows) para um amigo que possui uma empresa de equipamentos médicos por lá.

Ao falar de questões como segurança, facilidade e baixo custo, começamos a esboçar um plano para em algumas máquinas instalar o Ubuntu. Foi quando me deparei com um problema.

Ele participa de licitações (o portal é mantido pelo Banco do Brasil), e me reportou que já tentou usar o Firefox e o Chrome, entretanto, somente com o Internet Explorer é que os pregões eletrônicos funcionam sem problemas. Percebi que mesmo o site sendo feito usando Java Server Pages (o que garantiria que qualquer navegador com java habilitado possa ser usado) na prática isso não deu certo.

Foi então que procurando na internet, descobri uma forma de usar o IE8 em máquinas com o Ubuntu.

Vamos ver como fazer isso:

Primeiro passo: Abra o terminal, torne-se root e digite:

winetricks ie8

Se por acaso pedir para baixar o Gecko, clique em instalar e prossiga com a instalação. Após a conclusão do processo inicie o internet explorer com o seguinte comando:

wine 'C:\Program Files\Internet Explorer\iexplore'

Desfrute (?) do IE 8 na sua máquina!………

Internet Explorer 8 no Ubuntu
Internet Explorer 8 - instalado via Wine

É claro que podem ocorrer alguns bugs, fique atento!

P.S: para essa dica funcionar, você precisar ter o Wine instalado. Use a Central de Programas do Ubuntu.

Por favor, críticas, sugestões, elogios, favor usar a seção de comentários do site.

Despertador no Ubuntu

Olá amigos!

Navegando pela Central de Programas do Ubuntu, encontrei esse software que pode ser  útil para quem fica vidrado no pc e acaba esquecendo de algum compromisso importante.

Super simples de usar, o Despertador é bem intuitivo e prático; podendo configurar o som do alarme com algum arquivo mp3 que você tenha disponível em sua máquina.

Para instalar é só abrir a Central de Programas do Ubuntu e encontrar o programa. Depois execute os procedimentos para instalação. O Ubuntu 12.04 já o coloca na barra do Unity para uso imediato.

A foto abaixo mostra as telas do despertador.

Despertador para Ubuntu

E por agora é só pessoal! Espero ter ajudado.

Por favor, críticas, sugestões, elogios, favor usar a seção de comentários do site.

Matar processos no Ubuntu

Olá, amigos!

Neste post rápido vou mostrar como matar processos no Ubuntu.

No Windows, você pode usar o Gerenciador de Tarefas (para abrir use CTRL+SHIFT+ESC) para verificar qual processo está usando mais memória/cpu e finalizá-lo. Entretanto, como fazer isso no Ubuntu?

Primeiro passo: Abra o terminal e digite o seguinte comando:

ps -aux

Segundo passo: Verifique qual tipo de processo está consumindo mais memória/cpu.

Na foto abaixo, você irá ver a lista dos processos ativos. Na primeira coluna está o usuário que iniciou a tarefa. Na segunda coluna está a identificação do processo, na terceira coluna e quarta coluna estão respectivamente a indicação de uso da CPU e Memória.

Comando ps -aux
Lista dos processos ativos

Nas outras colunas estão outras informações relevantes como: hora de início do processo, o comando que originou a tarefa, etc.

O que realmente nos interessa são a segunda, terceira e quarta coluna; e em especial, a segunda coluna. Ela tem a informação do ID do processo o qual iremos usar no terceiro passo.

Terceiro passo: Torne-se root (sudo su e depois sua senha) e use o seguinte comando, após identificar a tarefa a ser exterminada.

kill -8 (pid - ou o ID do processo a ser finalizado)

Pronto! Processo finalizado!

Se você usa notebook e não sabe porque o mesmo começou a esquentar de uma hora para outra e/ou bateria está durando mesmo tempo dê uma olhada nisso, pode ajudar.

E por agora é só pessoal! Espero ter ajudado.

Por favor, críticas, sugestões, elogios, favor usar a seção de comentários do site.