O Ubuntu dá medo nas pessoas?

599557_90159834

Algo que é perceptível recentemente é o grande crescimento de usuários do mundo Linux, geralmente os adeptos são aqueles que hard users de internet ou estão ligados diretamente à tecnologia, e devido a incentivo de amigos e familiares muitas outras pessoas estão migrando ao sistema do pinguim, porém ainda existe uma enorme parcela de pessoas que poderiam facilmente também migrar, mas antigas histórias sobre o sistema ainda permanecem, dando até medo em diversas pessoas só de pensar sobre Linux. Qual o motivo disso?

APRENDA A DOMINAR O LINUX

Aprenda a dominar o LINUX de uma vez por todos, pegue sua cópia

  • Ferramentas para instalar softwares adicionais
  • Shell do LINUX passo a passo, e muito mais...

Alguns fantasmas sobre o Ubuntu ser um sistema feio, repleto de incompatibilidades com periféricos, tais como impressoras, multifuncionais, webcams e outros, além de ser difícil de configurar ou instalar. Há pessoas que imaginam que devem ter conhecimentos técnicos avançados para poder mexer no sistema e diversos outros mitos.

Assunto indicado:  Manual do Ubuntu 12.04 disponível

O Ubuntu dá medo nas pessoas?

Acreditem, em algumas, sim! O boca a boca ainda é uma das ferramentas mais poderosas de comunicação e que depositamos maior confiabilidade, e más experiências são sempre mais marcantes do que as boas. Segue a ideia de um artigo que escrevi há algum tempo aqui no site, falando que o Linux que acompanha o computador no ato da compra só piora sua reputação, indico para você que não leu, dê uma checada e depois prossiga com a leitura abaixo que fará maior sentido.

Como podemos reverter essa imagem ruim do Linux?

O que devemos indagar para aqueles relutantes que tem o argumento: “Por que vou mudar meu sistema se ele me atende perfeitamente as minhas necessidades? Não preciso de mais nada, está ótimo assim”, tenho certeza que você já se cansou de ouvir essa frase diversas vezes e não sabia quais razões poderia indicar mostrando pontos relevantes para contradizer a esse argumento.

Assunto indicado:  Conky iniciando por cima das janelas [RESOLVIDO]

Vejamos alguns pontos que acho interessante:

“Se algo está bom, sempre há a possibilidade de ficar melhor, não custará nada testar, se não gostar, tudo bem, mas pelo menos experimente e teste por um tempo, as vantagens irão surgir com o tempo naturalmente.”

“O Ubuntu tem três possibilidades de uso, a primeira instalando em um local separado do seu sistema atual, outro através do uso sem instalação via pendrive ou DVD, e também há a instalação simples via Wubi no Windows, e temos o bônus online para fazer um tour pelo sistema. Opções não faltam, basta vontade e curiosidade.”

“Ele é gratuito, tem programas gratuitos, funciona com praticamente todas as impressoras, teclados e mouses, além de ser bonito, rápido e leve, e o melhor que não trava, e também abre diversos programas quase que instantaneamente, ao invés de perder precioso tempo esperando cada um abrir.”

Hoje há um cenário bem otimista em relação ao crescimento do Ubuntu, com a internet e artigos voltados para iniciantes, ideias de que sistemas Linux são rústicos é algo que está se tornando ultrapassado, mas claro que há pessoas mais conservadoras que irão permanecer em sua zona de conforto, é direito deles e não há como questionar, mas sempre há aqueles que tem o sentimento de que não há nada a perder experimentando, e são nessas horas que o Ubuntu irá derrubar barreiras e preconceitos, tendo pessoas dispostas a dar suporte e explicar as diferenças, com certeza à experiência do novato/novata será excelente.

Assunto indicado:  Testando o Ubuntu sem comprometer o seu computador – Parte 3

Digam nos comentários suas experiências e dicas para quem deseja conhecer mais sobre o mundo Linux, e Ubuntu.

Post sugerido pelo Maudy.