Amarok: O player de músicas que você devia conhecer

Amarok: O player de músicas que você devia conhecer

Amarok

No Ubuntu atualmente encontramos por padrão o Banshee como player oficial de músicas, felizmente ele é ótimo se compararmos as opções que geralmente tem nos sistemas recém-instalados. Mas o que é legal dos sistemas Linux são as possibilidades de personalização, seja sua interface gráfica, ambiente de trabalho via terminal e também os ambientes separados, que ajudam bastante na organização e produtividade. Porém pode ser que o Banshee não te atenda completamente, por isso apresento o Amarok.

“Amarok is a powerful music player for Linux and Unix, MacOS X and Windows with an intuitive interface. It makes playing the music you love and discovering new music easier than ever before – and it looks good doing it!”

Assunto indicado:  Desabilitando as barras de rolagens overlay do Ubuntu

“Amarok é um poderoso player musical para Linux e Unix, MacOS X e Windows com uma interface intuitiva Faz tocar as músicas que tanto ama e descobrindo outras novas mais fácil do que antes visto – e parece ser bom fazê-lo!”

Eu estava gostando muito do Clementine, porém de uns tempos para cá tive alguns problemas e acabei procurando outras opções, como sou apaixonado por players leves, simples e que tragam boa integração, acabei descobrindo que, por enquanto, estou apaixonado pelo Amarok.

Assunto indicado:  Convertendo MKV em AVI com legenda embutida no Ubuntu

Claro que player de música é algo pessoal, cada pessoa tem seus gostos e necessidades, indico que vá instalando e procurando o que achar melhor, tinha o Foobar2000 no meu antigo Windows que era muito bom, indico caso esteja cansado do Winamp ou Windows Player.

As vantagens de integração com serviços online como Last.fm torna algo bacana para sincronizar, além de playlists dinâmicas, e o mais legal de todos é a exibição das letras de cada música, sem a necessidade de entrar em algum site para poder acompanhar que sua banda preferida está cantando.

Assunto indicado:  Gerenciando suas listas de software

Fica a dica, se você usa também, diga o que acham, se teve alguma experiência ruim, diga nos comentários quais são seus motivos, sempre é ótimo ver ambos os lados e servir como forma de fonte para quem deseja saber mais sobre o Amarok.

Autor: Eric Hideki

Pythonista e autor do blog Aprendendo Python http://ericstk.wordpress.com/