Desmitificando o Ubuntu para seus amigos

Nota do editor: Esse artigo foi feito para ser indicado e compartilhado para seus amigos ou familiares para introduzir no mundo do Ubuntu, conhecendo o sistema e tirando algumas dúvidas básicas.

Se você lê esse blog tenho certeza que está cansado de dizer e ouvir que o Ubuntu é excelente, de fato essa afirmação tem boas razões para muitos acreditarem, mas existem alguns pontos que geralmente são levantados, e que se não forem bem explicados, os mitos que envolvem o mundo open-source ainda permanecerão por um bom tempo para quem não conhece.



O Linux não é a mesma coisa que o Ubuntu.

É bem capaz de já ter ouvido falar de Linux e o Ubuntu, aqueles concorrentes gratuitos do Windows. Pois bem, o Linux não é a mesma coisa que o Ubuntu. Digamos de forma simples que o Linux é uma estrutura pronta do qual podemos moldá-lo, e através desse molde que saíram o Ubuntu, Debian, Lubuntu e etc. Tenha a imagem de um refil de caneta por exemplo, através desse refil podemos ter milhares de tipos de canetas, tamanho, formas e tipos, é basicamente assim a ideia.

O Ubuntu não tem vírus.

Mentira, o Ubuntu assim como qualquer outro sistema tem vírus, mas no caso dele são muito poucos, e também são raros os casos em que seja necessário ter algum anti-vírus para utilizá-lo. Para entender melhor como funciona o ataque dos vírus é bem simples. O Windows pensando em facilitar a vida do usuário, o sistema de instalação bem simples, e algumas vezes faz a instalação de programas sem seu consentimento, e esses programas trabalham ‘ocultamente’ sem você saber, e são através deles que os crackers atingem seu sistema.

Já no Ubuntu qualquer programa que seja instalado é perguntado a você, tendo muito mais controle do que está em seu computador, não permitindo que os vírus acessem suas informações. Bacana né?

O Ubuntu não tem meus programas prediletos.



Isso é uma meia-verdade. Todo sistema operacional tem seus programas exclusivos, então o Ubuntu pensando nisso desenvolveu soluções que tem funcionalidades tão boas ou até melhores das que o outro tem, cabe apenas um tempo para adaptação.

Se uma criança consegue mexer facilmente, com certeza você também pode.

Antigamente os sistemas baseados em Linux eram mais complicados de se mexer, o intuito deles não era voltado ao usuário comum, tanto que até hoje uma parcela é voltado para criação e manutenção de servidores e aplicações mais específicas, porém esse cenário mudou. Existem sistemas que são muito bacanas, estáveis, seguros e bem simples, além de ter um belo design. Sua usabilidade(facilidade para utilizar) está ótima, comandos e organização de pastas e arquivos bem intuitivos, sem sofrimentos.

Atualmente vale muito a pena experimentar o Ubuntu, é uma solução simples, completa, estável, segura, e o melhor, grátis. Infelizmente 70 a 80% dos Windows que encontramos no Brasil são falsificados, falsificação é crime, dê uma pesquisada a respeito e veja quanto legal é ter um Ubuntu em seu computador, garanto que não há volta, todos que usam, indicam e aprovam.

E você, que outro mito geralmente encontramos diariamente quando comentamos sobre Ubuntu? Diga nos comentários.



Autor: Eric Hideki

Pythonista e autor do blog Aprendendo Python http://ericstk.wordpress.com/