Motorola Xoom

A demanda por Tablets continua a crescer e isto chamou a atenção dos fabricantes. Novos modelos destes pequenos computadores não param de ser lançados

Nesta semana recebi para avaliação o Tablet Xoom da Motorola, o primeiro do mercado equipado com o sistema operacional Android 3.0, especialmente desenvolvido para este tipo de equipamento. Estarão disponíveis no Brasil duas versões do aparelho: uma apenas com Wi-Fi (R$ 1800,00) e outra que terá também o acesso via 3G (a que recebi para testes).

Este valor é mais alto do que o cobrado pelo iPad, seu concorrente direto, mas a configuração do Xoom é mais completa. O equipamento conta com duas câmeras, uma na parte de trás com 5 MPixels e outra frontal de 2 MPixels (usada para videochamadas), além de um potente processador dual-core (Nvidia Tegra 2 de 1 Ghz) e 1 GB de RAM (expansível através de cartões microSD).

Assunto indicado:  Screenshots Linux

A primeira impressão do produto é bastante agradável com superfícies arredondadas e design limpo. A tela é de 10,1 polegadas com resolução de 1280 x 800, tem boa definição e sensibilidade ao toque. Com ela você vai ter espaço de sobra para ler livros e navegar na Internet. Diferentemente de outros Tablets que testei, com o uso a tela fica rapidamente cheia de marcas de dedos o que exige limpezas frequentes.

A mudança entre as posições de paisagem para retrato é bem sensível não apresentando problemas.

Assunto indicado:  Novas imagens das capas da versão 10.10 são liberadas!

O equipamento não é exatamente leve. Com um peso de 730 gramas (129 gramas a mais do que o iPad2) não dá para segurá-lo com uma só mão, como se fosse um livro, por muito tempo.

O Xoom possui uma interface micro USB e saídas micro HDMI (na parte inferior) e para fones de ouvido (na parte superior). O botão para ligar e desligar o aparelho está em um local inusitado, na parte de trás do Tablet. Apesar de diferente é um local confortável para ser utilizado. Na lateral estão posicionados os botões de controle de volume de áudio. Por falar em som, os alto falantes não decepcionam.

Durante o teste alguns aplicativos simplesmente “travaram”. Em todos os casos foi exibida uma mensagem avisando que o aplicativo havia deixado de responder e que poderíamos forçar seu fechamento ou aguardar. Este problema não afetou a estabilidade do sistema e bastou reiniciar o aplicativo para que tudo voltasse ao normal.

Assunto indicado:  Time-lapse do céu de Belém, feito no Ubuntu

A configuração da rede sem fio foi simples e rápida assim como a navegação na Internet.

A autonomia da bateria merece elogios, com mais de 9 horas de uso antes de precisar de recarga. Aqui está uma das evoluções do Android 3.0 que, ao contrário das versões anteriores, aprendeu a gerenciar racionalmente o consumo de energia.

O lançamento de novos Tablets aumentam a concorrência o que é bom para os consumidores.

Gilberto Sudré

Descubra como dominar o sistema mais utilizado em servidores, cloud, devops, voip, IoT no mundo
e comece a sua Jornada para se tornar um Profissional Linux

chevron-down