Cadê a propaganda?

prop_veja

A Canonical só peca numa coisa: falta de propaganda de massa.



Custa muito uma página numa revista tipo Info? Página inteira convidando a todos a testar o Ubuntu em seus micros P4, mostrando as facilidades, que existe outra opção, etc.

Sim, custa uma boa grana, mas será que não vale o retorno? Será que por não ter suporte oficial aqui no Brasil, a Canonical não quer colocar o carro na frente dos bois?

Mas existem tantos canais de comunicação na internet, que não vejo isso como um empecilho.

E num exercício de imaginação, e se eles colocassem uma propaganda na Veja, por exemplo; o que acha que aconteceria?

Muita gente iria perguntar que raios era Ubuntú/Úbuntu/Ubúntu e suas variantes fonéticas, milhares de novos usuários surgiriam em um dia, congestionamento nos canais de informação e claro, muitas decepções pois não se pode agradar a todos.

Enfim, daqui uns dias o Windows 7 irá aparecer nas prateleiras por R$ 329,00 a versão mais barata e pobre do sistema. Não seria surpreendente se na mesma semana aparecesse um comercial de tv com o Ubuntu dizendo no final “Não é só grátis, é livre!”



Até mais.